O Facebook empresarial

O Facebook vem angariando mais e mais usuários todos os dias. Além de pessoas, as empresas também estão encontrando nele uma ferramenta ágil e participativa para praticar ações de Marketing e Comunicação. Além de possuir uma enorme base de usuários, o Facebook se diferencia por oferecer diversas ferramentas voltadas, especialmente, para empresas. Neste texto você vai conhecer algumas dicas para tirar o melhor proveito da página da sua empresa no Facebook.

 

Páginas personalizadas

Um erro muito comum entre as empresas, especialmente as menores, é entrar no Facebook pela porta errada. A rede social oferece, basicamente, dois tipos de páginas: as de usuário e a de empresas, artistas ou celebridades. Por isso, o erro já na chegada de uma empresa ao Facebook é fazer uma página de usuário.

As páginas de usuário, como o próprio nome diz, são destinadas para as pessoas, não empresas. Por isso, com elas é possível apenas ser amigo de outra pessoa na Facebook. Como as empresas não são uma pessoa, elas não podem ter amigos, mas sim, fãs. Além disso, o Facebook limita o número de amigos nas páginas de usuários, com isso, se sua empresa usa um perfil de usuário e chegar aos 5 mil amigos, será necessário abrir outra página.

Já as fanpages, são destinadas às pessoas públicas, celebridades e organizações. Elas oferecem uma série de recursos que ajudam na divulgação de bens ou serviços. Como uma empresa pode ter um grande número de clientes, as fanpages apresentam a opção “Curtir” ao invés de solicitar um pedido de amizade.

Resumindo:

  • Páginas de usuários são para pessoas, não empresas. Além disso, podem ter no máximo 5 mil pessoas adicionadas como amigos. 
  • Fanpages são para empresas. Além de oferecerem diversos recursos para a divulgação de produtos, permitem que um número infinito de pessoas faça parte da rede desta empresa.

Por sua vez, as fanpages exigem que Administradores sejam adicionados para a criação da página. Isso é bom pelo seguinte motivo: se você é o dono da empresa, pode ser um administrador e, se o responsável pela conta no Facebook acabar saindo da sua empresa, você mantém o controle da conta.

URLs personalizadas

Outro equívoco comum em páginas empresariais é não personalizar a URL da página. Assim como o Twitter e MySpace, o Facebook também permite que a URL seja personalizada. Você pode se perguntar: Mas o que muda ao personalizar uma URL? Em primeiro lugar, vamos a dois exemplos:

Esta é uma URL não personalizada: http://www.facebook.com/pages/Saraiva-Online-Oficial/194839529381?ref=ts

Esta é uma URL personalizada: http://www.facebook.com/compra3

Você reparou em todos aqueles números? Todos eles podem ser removidos e, com isso, as pessoas encontrariam a sua empresa de forma mais intuitiva. Além disso, a divulgação de uma URL personalizada é muito mais fácil, pois é apenas o nome da rede social e o da sua empresa. A lógica é a mesma do Twitter. Imagine a página da sua empresa com vários números. Será que seus clientes encontrariam seu perfil com mais facilidade?

Como personalizar uma URL?

Para criar uma URL personalizada você só precisa de duas coisas. A primeira é ter mais de 30 pessoas curtindo sua página. Para isso, peça para que seus clientes mais próximos, amigos e colaboradores acessem a página da sua empresa e cliquem no botão “Curtir”.

Depois de atingir o número mínimo, acesse a página: http://www.facebook.com/username/ e altere a URL da página desejada. Lembre-se de criar uma URL simples e que tenha uma forte ligação com sua empresa.

Abas

Além destas possibilidades simples, mas que fazem toda a diferença em uma página empresarial, o Facebook conta com abas para publicação de conteúdo. Há várias possibilidades de usos para elas. Acesse a página do Compra3 no Facebook e veja algumas destas possibilidades: http://www.facebook.com/compra3

value1

Alibaba Group lança e-marketplace inspirado no Pinterest

alibaba-pinterest-294x194O Alibaba Group lançou uma plataforma de e-commerce que simula o estilo visual do Pinterest, rede social que vem chamando a atenção do mundo pelo grande crescimento registrado em um curto período de tempo.

 

A ideia do gigante chinês é obviamente socializar o comércio eletrônico, permitindo que consumidores naveguem e comprem mercadorias em um ambiente projetado especificamente para ser interativo. No entanto, ao contrário de redes sociais como o Facebook, Twitter e até mesmo o próprio Pinterest, o objetivo principal da plataforma é o comércio.

O novo site funciona como um e-marketplace, modelo de negócio que permite diversos comerciantes venderem mercadorias na mesma plataforma. Alguns exemplos de empresas que operam com este modelo de negócio são eBay, Mercado Livre e Rakuten.

“Contamos com 10 parceiros neste momento. Até o final do ano, esperamos que este número aumente para 100”, diz Chen Lijuan, diretor da eTao, uma unidade do Alibaba Group. Lijuan ainda acrescenta que o social commerce vai ganhar força ao longo do ano na China, o que contribui para o sucesso do novo empreendimento.

Para acessar o site clique aqui

value1

Como mudar a senha do MSN?

livemessengerprotectedVocê mudou a senha do seu MSN recentemente? Deveria ter mudado. Mesmo se você achar que a sua conta está completamente segura, mudar a senha de tempos em tempos é uma das medidas mais fáceis e eficientes para evitar que alguém roube a sua conta e faça coisas que você não gostaria com o seu nome.

 

Mas talvez você ache difícil mudar a senha do MSN, a gente sabe que não é tão fácil assim achar a opção lá no aplicativo. Mas isso não é mais desculpa para você ficar desprotegido ao usar sempre a mesma senha, já que hoje o Guia do PC te ensina a mudá-la. E nem é tão difícil assim.

  1. Entre em live.com ou hotmail.com. Não se preocupe, essas páginas são oficiais do MSN. Eu prometo.
  2. Lá em cima, no canto direito da página, deve estar escrito o seu nome ou o seu email. Deixe a seta do mouse sobre ele, e depois clique em ‘Conta’.
  3. Nesta página, você verá várias informações sobre a sua conta e, entre elas, um monte de asteriscos (******). Na verdade, eles são a sua senha, só que protegida. E do lado direito desses asteriscos, tem um link ‘Alterar’. Clique nele.
  4. Agora, digite nos campos correspondentes a sua senha antiga e a nova senha. Não se esqueça de escolher uma senha difícil, mas que você consiga se lembrar. Se preferir, também pode marcar a caixinha que te obriga a alterar a senha a cada 72 dias.  Não é obrigatório, mas aumenta a sua segurança.
  5. Agora que tudo está certo, clique em Salvar. Pronto, sua senha foi alterada. E não se esqueça dela, hein.
livemessengerpassword

Parem de ficar olhando para a minha senha!

E já que você está melhorando a segurança do MSN, aproveite para rever as formas de recuperar o acesso à sua conta caso perca a senha. Nesta página você pode ver e alterar o celular, o email alternativo e a pergunta secreta para voltar a usar a sua conta se algo de ruim acontecer. Tenha certeza que só você saiba essas informações, afinal, não seria nada bom se alguém descobrisse a sua pergunta secreta e… melhor nem pensarmos nisso, seria terrível.

Além disso, sempre vale relembrar: use um antivírus, não saia baixando arquivos sem saber de onde vieram (o seu banco não vai te enviar nenhum arquivo para baixar por email, tenha certeza disso), e não dê a sua senha para ninguém. Dar a senha para alguém mal-intencionado pode manchar a sua reputação, e para a sua namorada ciumenta pode fazer com que aquela conversa inocente que você teve com uma colega do trabalho vire uma longa briga. Portanto, não compartilhe sua senha com ninguém.

Como reinstalar o cPanel ?

Para instalar o cPanel no seu servidor dedicado (ou VPS), execute os seguintes comandos:
cd /home
wget -N http://layer1.cpanel.net/latest
sh latest
/usr/local/cpanel/cpkeyclt

ATENÇÃO:
1) O cPanel precisa obrigatoriamente ser instalado em um servidor formatado. Caso você utilize um VPS, faça um OS Reload antes de instalar o cPanel;
2) A instalação do cPanel pode levar algumas horas;
3) O cPanel necessita de licença;

Como resolver o erro: Account Creation Status: failed (You cannot setup a domain that is the same as the servers hostname )

Um erro bastante comum em servidores VPS com cPanel/WHM é:

Create a new Account

Account Creation Status: failed (You cannot setup a domain that is the same as the servers hostname )
You cannot setup a domain that is the same as the servers hostname



Por que ela acontece ?

Você está tentando criar uma conta de hospedagem, com o mesmo domínio do hostname do servidor.

Exemplo: Um servidor que tenha como hostname w3b.com.br , tentando criar uma conta de hospedagem para o site www.w3b.com.br

Como solucionar este problema:

Você tem duas alternativas:

1) Altere o hostname do servidor. Tente colocar como hostname server.nomedoservidor.com.br . Desta forma conseguirá criar a conta de hospedagem normalmente para www.nomedosite.com.br

ou

2) Utilize outro domínio como hostname do servidor, diferente do domínio que está tentando criar a conta de hospedagem.

Como resolver o erro: CP-Wrap Critical Error (signal 13 from wrapped program)

Esta mensagem de erro indica algum arquivo corrompido dentro da instalação do cPanel/WHM.

 

CP-Wrap Critical Error (signal 13 from wrapped program)! This may indicate a corrupt admin binary in /usr/local/cpanel/bin/


Solução:
Faça um update completo (com Force) no cPanel:

Acesse por SSH e digite:

# /scripts/upcp --force

O upgrade também pode ser feito pelo painel WHM, na opção Atualizar Para Última Versão (ou Upgrade to Latest Version caso seu WHM esteja em ingles)

Não esqueça de marcar a opção "Force a reinstall even if the system is update to date"

Como resolver o erro: Thank you for installing cPanel

Um problema comum após alterarmos o hostname do servidor com cPanel:

cPanelThank You for installing cPanel / WHM.

In order to access the interface, you will need to make sure that the software license on this server is active and installed.

Your license could not be activated because:
Invalid License File

 

Motivos: (1) Quando se altera o hostname, a licença do cPanel precisa ser revalidada
(2) Seu firewall está bloqueando o contato com o servidor cpanel.net

Solução: Acesse o servidor por SSH e digite:

# /usr/local/cpanel/cpkeyclt

Isto irá atualizar a licença do seu cPanel, e ele voltará a funcionar.

Caso você obtenha alguma mensagem de erro ao executar este comando, desabilite seu firewall e tente novamente. Para desabilitar o firewall digite:

# iptables -F

7 passos para afastar os hackativistas

No ano passado, os hackativistas roubaram mais informações de redes corporativas do que os cibercriminosos, de acordo com estudo o Verizon 2012 Data Breach Investigations Report. Mais da metade de todos os incidentes e problemas relacionados com a segurança durante o ano passado foram causadas por ataques com motivação política.


Esse quadro mostra que os hackativistas estão se tornando a principal ameaça às redes corporativas, deixando para trás os criminosos tradicionais. No entanto, a Verizon aponta no relatório que a maioria das violações de dados poderia ter ser evitada por administradores de rede se eles tivessem seguindo as melhores práticas em segurança da informação.

Aqui estão sete dicas simples para evitar [ou pelo menos minimizar] o impacto desses ataques.

1. Proteja seus servidores
A Verizon descobriu que, em vez de dispositivos finais, como laptops ou telefones inteligentes, em 94% de todos os dados comprometidos no ano passado, os servidores estiveram envolvidos. Assim, enquanto os gerentes de TI estão preocupados com a gestão de dispositivos móveis e aconsumerização, o fornecedor acredita que eles deveriam prestar mais atenção à segurança cibernética dos servidores que contêm informações de identificação pessoal ou de propriedade intelectual.

2. Elimine dados desnecessários
As companhias tendem a coletar dados sensíveis e depois não removê-los quando não são mais necessários. Todas as organizações precisam ter políticas rígidas para a conservação de dados, uma atividade vital para atender às exigências regulatórias.

3. Observe os registros
Muitas empresas têm software de segurança que acessam à rede e outros registros, mas não têm ferramentas automatizadas para a análise dos registros e a busca de vulnerabilidades ou falhas. Portanto, os CIOs precisam dedicar pessoal para controlar e explorar os logs de rede ou servidor.

Uma atividade anormal de rede pode ser sinal da existência de um malware que coleta, monitora e registra ações dos usuários, como forma de roubar nomes de usuário e senhas. 

4. Utilize dupla autenticação
Ter um sistema de autenticação de dois fatores para controle de acesso [como senhas e cartões de acesso] reduz o risco de piratas, que muitas vezes entram nos servidores com nomes de usuários e senhas roubados.

Também é importante ter políticas estritas de senhas, como senhas complexas, alterar senhas regularmente e limitar tentativas frustradas de login. Outra sugestão é o uso de listas negras de IP para restringir o acesso à servidores repletos de atividades hackactivistas ou cibercriminosas.

5. Cuidado com o PC que pode ser acessado de qualquer lugar
As ferramentas que facilitam o acesso remoto a sistemas de empregados, como o PC Anywhere, são comumente usadas por hackers como porta para desbloquear sistemas corporativos. Os administradores de rede podem usar listas negras para bloquear sistemas de IP que têm acesso a essas ferramentas e aplicativos de filtragem para impedir o fluxo de informações além da rede corporativa.

6. Alerte os profissionais de segurança sobre os riscos

As empresas estão cada vez mais vendo ataques de hackers que resultam da manipulação física de dispositivos de rede no data center. Portanto, os profissionais de segurança devem estar cientes da manutenção programada de dispositivos de rede e devem buscar a presença de arranhões ou buracos no exterior de equipamento ou de quaisquer selos quebrados no hardware.

7. Invista na conscientização dos funcionários

Hackers frequentemente enganam os empregados para descobrir seus nomes e senhas ou simplesmente levam o profissional a fazer o download de um arquivo executável ou ainda a clicar em um site que contém malware. Empresas devem investir na formação contínua dos funcionários para que eles estejam constantemente conscientes do perigo dos ataques de engenharia social.

fonte: http://computerworld.uol.com.br

value1

O guia definitivo do Adsense

Introdução e um pouco sobre o Autor

 

Este guia fala sobre a minha experiência no Google AdSense, participações em palestras, e material de pesquisa usando livros e e-books. Também analisei os sites americanos que tem lucratividade acima de $10.000,00 (Dez mil dólares).

 

Irei abordar os aspectos mais explorados do Google AdSense, e vou procurar mostrar, passo a passo, como os sites de sucesso fizeram para aumentar os lucros e como aperfeiçoar o seu para seguir o mesmo caminho.

 

 

Minha pesquisa mostrou, que, por exemplo, o Joel Comm, do livro "AdSense Code", com uma renda de AdSense superior a $25,000.00, autoridade sobre Marketing na Internet não possui nenhuma habilidade excepcional. Observando o próprio site dele e em muitas entrevistas, você o vê falando claramente que: "não sei como usar programas gráficos", "não ouso editar um código HTML complicado" e "não programo uma linha sequer de código".

Se ele consegue ganhar sem estas habilidades, que achamos fundamentais, então, todos nós podemos.

 

Por outro lado, eu sou programador, tenho experiência de 10 anos, trabalho nas horas vagas em sistema chamado Iugu, escrito em C++, uma versão do Sistema de Arquivos Distribuídos do Google (GFS) e do MapReduce, recriadas com base nos papers da universidade de Standford, e nas novas versões escritas pelo Google. Ferramentas poderosas que permitem que um grupo de computadores possa analisar uma grande quantidade de informações simultaneamente, e que, apesar da aplicação especifica do Google para busca na Internet, pode ser usado nas áreas de segurança e saúde. Imagine dividir o processo de uma busca de digital em um grupo com milhares de computadores, ou analisar uma seqüência de DNA sem os limites computacionais de um só processador. Escalável, você liga um computador na rede, que chamo de nó, e ele passa a servir o processamento, instala, particiona e se configura automaticamente, usando Linux, e avisa em casos de falha de hardware e temperatura. Já escrevi dois mecanismos de busca, ambos com mais de um milhão de pageviews por dia. E devido à falta de incentivo tecnológico do país, sem retorno. Quem sabe na próxima versão. Agradeço ao Google pelo acesso à informação, que possibilita a nós, autodidatas, buscarmos o know-how lá fora, em outro idioma, e trazer para dentro do país com o próprio esforço.

 

Meu primeiro conselho é: não desista e seja persistente. Uma qualidade que observo muito nos americanos é que eles são extremamente teimosos e estudam metodicamente os resultados. Os brasileiros são criativos, inteligentes, possuem potencial para modificar suas páginas, programar e ainda cuidar do design.

 

Vamos nos esforçar mais e ganhar dinheiro! Boa sorte a todos!

No meu site vocês poderão encontrar mais ferramentas para ajudar a melhorar a qualidade do seu conteúdo.

 

Correções

 

1.1 – Atualizações:

Melhorei o texto, seções, adicionei algumas coisas e corrigi os erros de português.

Obrigado a todos que enviaram correções e aos amigos pacientes. 
Valeu Kuzma!

1.0 – Versão Inicial

 

Começando pelo básico

 

Começo listando os fatores essenciais que podem mudar sua lucratividade. São eles:

Entendendo o Google AdSense.

 

Design do site.

 

Qualidade do conteúdo.

 

Otimização para os mecanismos de busca e para o Google AdSense.

 

Estatísticas e mais estatísticas. Metodologia é a chave do negócio.

Ganhando dinheiro com o Google AdSense

 

Para você ganhar dinheiro com o Google AdSense é necessário primeiro que você entenda como ele funciona. Sabemos que seria impossível conhecer o funcionamento interno, pois com isso qualquer um poderia manipular os resultados para ficar com os melhores anúncios e cliques.

 

Todavia, apesar de desconhecermos este funcionamento, podemos supor como ele funciona e usar isso a nosso favor. Usando este princípio básico podemos criar estratégias e metodologias que redundem em um site mais rentável da noite para o dia.

 

Então primeiramente, vamos estudar o Google AdSense.

 

Entendendo como o AdSense funciona

 

As empresas, colocam seus anúncios no Google usando o serviço Google AdWords, que é exatamente o oposto do Google AdSense. Atribuem um título, uma descrição, e escolhem quanto estão dispostos a pagar pelo anúncio. Os anunciantes escolhem qual seu é o seu orçamento mensal de marketing para suas campanhas, e o Google escolhe o lugar e a posição onde eles irão aparecer.

 

Uma empresa que vende serviços de cadastramento poderia criar um anúncio assim:

 

image_3

 

 

O responsável pelo marketing desta empresa pode então dizer que está preparado para investir até R$ 1.000,00 com a campanha, mas o máximo que pagará por clique é R$1,00.

 

Desta forma ele está seguro de que na pior das hipóteses, trará mil cliques com a campanha. Este é o controle máximo que ele vai ter sobre seu anúncio.

 

A partir daí o Google irá procurar os sites que se encaixam no perfil do anunciante, comparando a relevância do anúncio com a relevância do conteúdo de um site que mostre a publicidade do Google AdSense na Internet.

 

O Google acaba por decidir onde e quanto será pago por cada clique, e com o sistema de SmartPricing, consegue distinguir o preço de um site para outro, remunerando melhor quem tem mais acesso, realçando assim o velho conceito de que um site mais conhecido que outro possui maior valor de mercado.

 

Você não pode colocar um artigo no seu site, e achar que o espaço publicitário dele é mais valioso do que um mesmo espaço no portal da Globo.com, por exemplo.

 

O que fazer para colocar esse sistema trabalhando à nosso favor? Podemos ter certeza que vamos receber mais se nos concentrarmos em não mostrar anúncios muito baratos, e nos certificarmos que no final das contas, estamos transformando os cliques destes anúncios em dinheiro.

 

 

As três regras essenciais

 

Existem três regras que aumentam sua lucratividade com o sistema:

 

    1. Melhorar o design do anúncio no seu site, modificando, se necessário, o design do próprio site, com o objetivo final de deixá-lo mais atraente;

       

    2. Aperfeiçoar seu site, melhorando o conteúdo das páginas que possuem anúncio. Lembre-se. O conteúdo é o mais importante e
    3. Acompanhar e rastrear cada mudança, acompanhando o resultado e fazendo as perguntas fundamentais "o que meus usuários estão procurando" e "o que leva eles a clicarem".

Depois que você entender tudo isso você estará no caminho para aumentar sua renda com o Google AdSense.

 

Melhorando o design dos anúncios

 

O Google AdSense oferece anúncios de diversos tipos, cada um deles em várias formas e tamanhos. Você pode ver todos os formatos em:

http://www.google.com/adsense/adformats

Como escolher? A primeira dica é a seguinte:

Esqueça os anúncios de imagem.

Por incrível que pareça, as imagens tem a seguinte mensagem no subconsciente: "Olhe que bonito, mas não clique". As pessoas estão pré-programadas a não clicar nos anúncios de imagens, por causa da vida no mundo real. A pessoa não clica em um outdoor, não clica em uma imagem ou em uma revista e, ao acessar a internet, acaba levando isso em consideração na hora de escolher aonde vai usar o seu mouse.

 

Portanto, configure seus anúncios para que eles mostrem links usando apenas texto, que é a forma de "andar" na internet, pré-programada na cabeça de todo internauta.

 

Os melhores formatos de anúncio? Apesar do que muitos falam, não existem! Isto depende de muitos fatores e principalmente, o que funciona para mim não necessariamente funciona para você. Mas, de maneira geral, podemos listar alguns formatos que fazem sucesso para uma grande maioria:

    • Cabeçalho (728 x 90)
    • Arranha céu largo (160×600)
    • Retângulo grande (336×280)
    • Retângulo médio (300×250)
    • Banners e banners médios

O que estes anúncios têm em comum? Vi muitos artigos na internet falando dos anúncios mais recomendados, mas ninguém explica porquê.

 

A resposta é simples:

 

"POR QUE ESTES ANÚNCIOS SÃO OS QUE POSSUEM MAIS LINKS, MAIS OPÇÕES DE SAÍDA PARA SEUS USUÁRIOS"

 

Agora que você já sabe que anúncio escolher, vamos analisar o perfil de leitura de um usuário na internet, pegando um site em comum.

 

Estatísticas mostram que os usuários movem seu mouse usando o padrão de F, que é usado nas leituras. Estudos mostram que os textos são lidos eletronicamente em forma de F e, de acordo com isso, provamos algumas destas variáveis em um determinado site:

 

imageimage

 

A área marcada em amarelo corresponde a áreas retangulares compostas pelas estatísticas de movimento de mouse, gravado dos internautas. Isso comprova não só a teoria da leitura como também nos fornece dados para o posicionamento do anúncio. Diferente do que os outros dizem, não vou falar para aonde colocar o anúncio; vou dar sugestões, e você irá implementá-las, testando.

 

Use e abuse do que aprender neste guia.

 

Por enquanto, gostaria que de deixar claro o seguinte:

    1. Os anúncios no topo são bons por que fazem um flash na cabeça do usuário, fazendo-o lembrar dos textos no link enquanto estiver na página;
    2. Os anúncios mesclados com o texto principal do artigo são bons por que oferecem uma alternativa visual ao que ele está lendo no momento;
    3. Os anúncios no final do artigo oferecem uma porta de saída àquela pessoa que leu o conteúdo e gostaria de ler alguma coisa mais sobre o anúncio e
    4. Uma faixa de links mesclado com seu menu oferecem uma alternativa de saída como opção de menu

 

Outra pergunta freqüente do pessoal é "quantos anúncios eu posso por na minha página?". De acordo com o Google, você pode por até três anúncios de blocos e um anúncio de clique. Muita gente não entende este conceito e entendia que o máximo de anúncios era três no total.

Saindo do geral, no entanto você pode por:

Três anúncios em blocos;

 

Um bloco de link;

 

Duas caixas de busca de referência (Google/AdSense);

 

Um botão de referência AdSense (Ganhe dinheiro com Google AdSense) e

 

Um botão de referência de download do Firefox.

Melhorando o aspecto do anúncio

A melhor forma de obter mais clique é destacar os anúncios no seu site. Sempre me perguntei como sites ridiculamente feios conseguiam mais retorno no Google AdSense do que os meus.

 

Depois de ler e estudar muita coisa, descobri que aqueles sites feios fazem sucesso por que os anúncios se destacam tanto, que neste sites, eles são a ESTRELA DO SHOW.

Veja no exemplo como os anúncios se destacam:

 

image

 

E é incrível como isto é verdade, o site está lá, com um texto relevante, poucas imagens distrativas, e a única coisa que se destaca aos olhos, são os links do AdSense, logo, você tem mais cliques.

 

Há muito material sobre como melhorar o aspecto dos anúncios, então não irei ficar enrolando aqui. Vou dar uma "receitinha de bolo" pronta:

    1. Tire as bordas de seus anúncios;
    2. Tente fazer o texto e a fonte ficarem parecidos com o do seu site;
    3. Troque a cor de fundo se precisar para ficar igual ao seu e
    4. Faça o teste com links na cor dos seus links, e links na cor azul.

Esta estatisticamente provado que links na cor azul recebem mais cliques, isto por que as pessoas estão pré-programadas a clicar nestes textos por que sabem subconscientemente que este texto é uma porta para outro conteúdo.

 

 

Se eu tivesse de fazer um site hoje, eu colocaria os anúncios da seguinte forma:

 

imageimage

 

Onde os vermelhos seriam os blocos de texto AdSense, azuis seriam os blocos de link AdSense, e os verdes seriam menus e links de saída para conteúdo do seu próprio site.

 

É importante mencionar ainda que você pode trocar a caixa de busca padrão do seu site ou blog, pela caixa de busca do Google (Refêrencias / Busca no AdSense), e criar ainda mais um ponto de entrada de cliques.

 

Outra coisa que notei, principalmente nos blogueiros com lucratividade alta, são as campanhas de newsletter. São notificações de novos artigos, chamando o usuário para clicar, e emails divertidos, mas que no final das contas veio tentar vender um produto ou serviço que um terceiro vende e paga comissão. O Joel Comm por exemplo, atola minha caixa de correio eletrônico para pesquisa com diversos emails deste tipo. "O Patrick é uma estrela do YouTube: Tentando me vender um tutorial de como fazer vídeo". "Se você não está fazendo isso, então está perdendo dinheiro: Vendendo algum outro material sobre marketing de outra pessoa, e ganhando comissão".

 

É uma forma de ganhar dinheiro, seja buscando o internauta para ler um artigo numa página com anúncios ou vendendo produtos e ganhando comissão.

 

Fico imaginando o tanto de email que é enviado por dia… Mas funciona, não fazendo spam, e enviando somente para as pessoas que se inscreveram para receber a newsletter, aumenta a lucratividade em quase 70% (se tiver leitores fiéis). Quantas vezes você não senta frente ao PC navegando sem destino, vai no Google, busca, lê seu e-mail? Se você abre seu e-mail e tem algo interessante, não tem como você deixar de ler.

 

Para deixar a seção completa, deixo aqui as recomendações do Google para posição:

 

image

 

Aperfeiçoando suas páginas e melhorando a qualidade do conteúdo

 

Aqui iremos falar sobre o controle dos anúncios, como atrair anúncios relevantes ao conteúdo do seu site.

 

Fiz dessa seção uma outra "receitinha de bolo", pois é um procedimento que você deve seguir toda vez que for criar uma página, ou um artigo.

 

A primeira providência que você deve tomar é pensar sobre o que vai escrever.

 

Coloque estas palavras num papel, ou no seu Bloco de Notas.

 

Vamos supor que você vai escrever sobre "criação de sites". Depois de pensar no que vai escrever, antes de tudo, você deve procurar ferramentas de palavra-chave para ter uma noção do mercado atual para este nicho, existem diversas no idioma estrangeiro como Overture, Wordtrack entre outras. O próprio Google oferece uma chamada Keyword Toolbox.

 

Neste ponto, vamos trabalhar com a ferramenta do nosso site, SubmiTAY, que oferece algo formatado já para as nossas necessidades, e com o conforto do nosso idioma.

Clique aqui para abrir o site e depois selecione a Ferramenta de Palavras-Chave

 

Escreva o termo que você tem em mente, neste caso, "criação de sites", lembrando que, pode ser necessária mais de uma busca, a meta aqui é achar as palavras que possuem um bom retorno.

 

A nossa pesquisa mostra que as palavras relacionadas a "criação de sites" que devo ter em mente no artigo são:

 

sites, hospedagem, publicidade, desenvolvimento, criação, webdesign, domínio, loja virtual, logomarca, entre outras.

 

O sistema mostra também a quantidade de anúncios e o custo por clique. Não se preocupe com CPC ( custo por clique ) no início; você quer anúncios, se a quantidade de anúncios for alta o valor do clique vai ser maior do que o normal mesmo com o SmartPricing. Você não precisa no início se preocupar se o CPC em si ( Última coluna em nossa ferramenta ).

 

Anote estas palavras, e ao escrever seu artigo, utilize elas, não seja muito repetitivo, pois isso estraga o conteúdo, mas enfoque sua escrita de forma que você fale bastante sobre estas palavras em si.

 

Eu tentei escrever um texto sobre criação de sites, mas como já possuo toda a experiência de AdSense, o texto já saiu como deveria sair. Então, pedi a um amigo sem experiência em AdSense para escrever sobre o que é "criação de sites".

 

Ele escreveu:

"Criação de Sites é a ação de redigir um texto, um conteúdo, uma aparência, assim como feito com um trabalho escolar. Com imagens, texto, citações, perguntas, respostas. Partindo daí para sistemas complexos de portal, comunidades, e etc."

Logo que vi o texto, pensei. Péssimo. Mas é exatamente este o meu ponto.

 

O precisamos agora é de uma ferramenta que analise esse conteúdo para a gente. Você pode procurar por keyword density no Google, existem diversas ferramentas, mas, se você quer ir além, desenvolvemos uma ferramenta no SubmiTAY que se chama "Análise de Conteúdo", ela leva em consideração os fatores atuais dos mecanismos de busca (Mais de 50) e te dá um relatório gráfico sobre o texto, mostrando como os mecanismos de busca irão ver esta página, e, conseqüentemente, como o Google irá ver e escolher os anúncios para ela.

 

Esta ferramenta tem um pequeno custo, cerca de R$ 0,21 (vinte e um centavos), pois requer processamento de nossos servidores. Você pode testar ela por dez vezes como um novo usuário no nosso site, para continuar seguindo este artigo. Ou poderá usar a nossa ferramenta de "Relevância de Texto", também, que não leva em consideração tantos fatores mas é gratuita e faz o trabalho básico.

 

Clique aqui para acessar nosso site e selecione a ferramenta "Análise de Conteúdo" ou "Relevância de Texto"

 

Analisando o texto escrito pelo meu amigo, obtivemos a seguinte resposta:

 

image

Analise:

image

 

Dá para ver sem esforço que, a única coisa que se destaca é a palavra "texto", e que o resto em si, está ali parado, sem função alguma. Outro ponto foi que a escrita é muito técnica e você deve procurar sempre escrever em linguagem coloquial, o idioma FALADO e BUSCADO pelas pessoas.

 

Reescrevi o texto de forma:

 

"A criacao de sites se divide de design do site, passar por uma fase 
de desenvolvimento de conteudo, procurar um dominio, criar uma logomarca, 
contratar um webdesign e um provedor de hospedagem. O webdesign e quem faz o desenvolvimento de sites e de sua logomarca, este tambem pode te 
apresentar uma solucao de loja virtual. A hospedagem de site e onde seus sites irao ficar, a casa do seu site, muitos dos provedores de hospedagem oferecem ja solucao de loja virtual imbutida. Ou seja, para fazer sites, voce precisa ter uma logomarca, fazer o webdesign, ter o nome de dominio e um servidor de hospedagem."

 

Com a falta de acentuação à parte :), o resultado da análise mostra:

image

 

Não precisa ser nenhum gênio para ver claramente que o texto é relevante em:

 

"Desenvolvimento, Domínio, Fazer, Hospedagem, Logomarca, Loja, Site, Sites, Solução, Virtual, Webdesign."

 

Resumindo, este texto irá trazer muito mais anúncios de Hospedagem e Produção de websites do que o texto anterior.

 

Pronto, agora você já sabe como melhorar o seu conteúdo. É importante que você não repita demasiado as palavras. Não suje o texto, pois isso te prejudica também, o ideal é no geral cada palavra importante representar 3~5% do texto, acima disso, você pode ser penalizado. O interessante da ferramenta do SubmiTAY, é que ela avalia tudo isso e te mostra se você está ou não dentro dos parâmetros.

 

Como nota final, não se esqueça de alternar para o modo HTML do seu editor de páginas ou blog e colocar seu texto dentro das tags de "section target" do AdSense, isso fará seu texto ficar ainda mais relevante:

   1: <p>A criacao de sites se divide de design do site, passar por uma fase
   2: de desenvolvimento de conteudo, procurar um dominio, criar uma logomarca,
   3: contratar um webdesign e um provedor de hospedagem. O webdesign e quem faz o desenvolvimento de sites e de sua logomarca, este tambem pode te
   4: apresentar uma solucao de loja virtual. A hospedagem de site e onde seus sites irao ficar, a casa do seu site, muitos dos provedores de hospedagem oferecem ja solucao de loja virtual imbutida. Ou seja, para fazer sites, voce precisa ter uma logomarca, fazer o webdesign, ter o nome de dominio e um servidor de hospedagem.</p>

 

Adicione as tags:

   1: <!– google_ad_section_start –>
   2: seu texto aqui
   3: <!– google_ad_section_end –>

 

 

Ficaria:

   1: <!– google_ad_section_start –>
   2:     <p>A criacao de sites se divide…</p>
   3: <!– google_ad_section_end –>

 

 

Chegamos ao fim desta parte e espero que todos tenham aprendido muito.

 

Estatísticas e mais estatísticas, o segredo final no aumento de lucratividade

 

Chegamos à parte final do nosso guia, é esta parte que vai mudar para mais o quanto você está ganhando.

 

 

Se você seguiu todos os nossos passos, você tem um site com um texto relevânte e um bom retorno de anúncios. Porém você ainda tem espaço para melhorar seus ganhos.

 

Você teve todo um trabalho de criar um conteúdo rico, interessante e acima de tudo relevante. Mas seu trabalho não para por aqui.

 

Depois de configurar a sua conta AdSense, você foi lá e escolheu os melhores blocos, as melhores cores e a posição deles. Certo? ERRADO!

 

Você precisa estudar aonde é que você ganha mais dinheiro e ir mudando e testando. É uma tarefa árdua de ficar de olho nas estatísticas e relatórios.

 

Use e abuse do Excel, do Bloco de Notas, papel, caneta e tudo que estiver em seu alcance.

 

Critérios

 

Crie critérios específicos para suas URLs, anotando o resultado diário de cada uma delas. O Google permite que você acompanhe os resultados de até 200 urls diferentes.

 

Criando critérios, você começa a coletar parâmetros para analisar o conteúdo de dois textos e tentar imaginar por que um deu mais lucro do que o outro. Muita gente apenas cria um critério simples de URL e deixa lá. A maioria não sabe quanto um artigo ou página em específico deu.

 

 

Agora que você esta coletando os dados de suas páginas, é necessário que você acompanhe os dados de cada bloco do Adsense.

 

A razão?

Estes dados vão permitir que você AUMENTE SEUS GANHOS!

 

Então vamos lá, entre em Configurações do AdSense, em sua conta, clique em "Canais" e adicione seus critérios de URL. Após isso, adicione critérios personalizados.

 

Crie cada bloco de AdSense do seu site usando o Grupo de critérios:

image

Agora você tem dados específicos sobre:

Quais URLs de seu site dão mais retorno;

Qual bloco dá mais retorno;

Pronto, você configurou seu site e está cheio de estatísticas para coletar.

 

Agora, o processo é simples, lembra o que eu disse sobre o que funciona para mim pode não funcionar para você? Esta é a chave do negócio. Este é o segredo das pessoas que ganham bastante com o AdSense.

 

Acredite, se você conhece alguém que ganha dinheiro sem ter feito isso. É pura sorte. Mas se a mesma pessoa fizer isso, irá aumentar seus ganhos consideravelmente.

 

A idéia aqui é simples, utilize intervalos de dias para fazer seus testes. Você precisará de muito esforço, e acima de tudo muita paciência.

 

Escreva no seu caderninho:

Primeira semana.

Lucratividade Atual: R$ ?,??

Lucratividade dos Blocos:

1. R$ ?,?? (topo)

2. R$ ?,?? (?)

3. R$ ?,?? (?)

 

Acompanhe os resultados durante uma semana. (O ideal na primeira tentativa é acompanhar os dados durante cerca de um mês, comparar o resultado somado com o resultado dos últimos meses, e a partir daí começar a fazer testes).

 

Segunda semana

 

Teste de Mudança de Links. Mudei meus links para cor azul.

 

Analise seus dados com os links de cor azul. Melhorou? Deixe assim, piorou? Volte como estava.

 

Próximas semanas.

 

A partir daí, deu para entender o que você vai fazer. A meta é você estar trabalhando sempre para melhorar sua rentabilidade.

 

Você vai testar posições diferentes de anúncios, lugares diferentes, cores diferentes e até mesmo designs diferentes pro site (Existem maneiras de configurar páginas especificamente para determinados artigos no blogs).

 

Com tudo isso em mão, você estará caminhando para aumentar a lucratividade. Não existe mágica, é investimento de tempo e análise de resultados.

 

Agora que você tem muito trabalho à frente, só me resta dizer.

 

Boa sorte!!!

 

A última versão pode ser encontrada sempre em: 
http://submit.tay.com.br. 
Online ou em PDF

Os maiores erros de webdesign

Neste artigo vamos discutir alguns dos erros comuns que os web designers costumam fazer ao produzir um site, geralmente vemos muitos destes erros nos chamados sites "Corporativos". Aquele site "básico" que você faz para um hotel, um arquiteto, e assim por diante.

 

Não pesquisar antes de produzir

Você deve fazer uma pesquisa antes de começar a fazer o site para seu cliente, deve procurar entender qual a área de atuação dele, e como as pessoas procuram sobre este determinado assunto na internet. Sabendo que um termo é bem procurado, você pode desenvolver todo o conteúdo do site modelando a qualidade de forma a atingir exatamente quem você precisa. Uma boa dica é utilizar a nossa ferramenta de palavras chaves.

 

Colocar todas as páginas com o título igual

Outro erro bastante comum, nunca coloque todas as páginas do site que estiver produzindo com o mesmo título, ao fazer isso você perde pontos por diversos fatores. Fica parecendo que o site é um só (com todas as páginas com o mesmo título) e o mecanismo de busca vai praticamente encarar todas as páginas como uma só.

 

Um site todo em Flash

Outro erro comum, apesar dos clientes sempre insistirem muito para fazer o site em flash ("por que é bonitinho"), você deve expor ao cliente, que ao fazer isso, ele estará mandando possíveis clientes embora. Enfatize sempre que os mecanismos de busca não enxergam o conteúdo em flash e a importância de ter um conteúdo legível para atrair mais visitas.

 

Menus em Javascript

Menus em javascript, flutuantes, e outros, atrapalham a leitura do mecanismo de busca e dificultam a acessibilidade geral do site. Se você não tiver outra escolhe, procure na internet sobre menus com CSS e opte por este opção, apesar de não resolver o quesito de acessibilidade, com CSS você pode fazer menus, e submenus flutuantes sem nenhuma linha de código.

 

Falta de Manutenção

Um bom site é cheio de atualizações e novidades. Os mecanismos de busca adoram sites cheios de conteúdos diários e ao fazer um site estático você fica fora da panela. Ao fazer um site para um cliente, procure soluções prontas como Joomla e WordPress. Muitas pessoas tem receio de usar códigos prontos, mas ao usar uma ferramenta dessas, além de melhorar o site para os mecanismos de busca você ainda ganha tempo de suporte pois você não vai ter um monte de cliente te ligando para você mudar o telefone na página de contato 

 

Usar textos com imagens

Fontes renderizadas e salvas como gif e jpeg são lindas, e o pessoal adora usar elas em títulos. NÃO FAÇA! Apesar de dar um belo apoio visual, a troca que você faz ao fazer isso é consideravelmente ruim. Quando estiver fazendo a página, utilize as tags de títulos H1. Elas existem exatamente para isso, não se esqueça de formatar elas com CSS.

 

Descrever suas imagens

Quando colocar uma imagem na página, preencha o campo ALT com um texto e palavras descrevendo sobre o que esta imagem é. Ao fazer isso, você avisa os mecanismos de busca sobre o que é uma imagem.

 

Nomes da página e das imagens

Procure sempre usar bons nomes de páginas e imagens, utilize "-" ao invés de "_" para separações, ex: cadastro-de-sites.html. Faça o mesmo com as imagens, se você tem um fundo laranja com bolinha não salve a imagem como f.gif, salve-a como fundo-laranja-com-bolinha.gif. Depois de colocar a página no ar e estiver indexado experimente uma busca no google por imagens, você vai se impressionar de como aparece quase sempre na primeira página

 

Faça o conteúdo rico nas palavras

Um conteúdo bem escrito e rico nas palavras e sinônimos do seu targeting são essenciais para garantir visitas diárias e usuários satisfeitos. Uma pessoa que saiu satisfeita do seu site com certeza manifestará interesse futuro de voltar nele. Se você fizer um site com um conteúdo ruim, pode ter certeza, ele vai e não volta mais. A internet é gigante e o usuário não vai ficar perdendo tempo num site que não tem nada de melhor à oferecer.