value1

Banda larga atinge 93,6 milhões de acessos em fevereiro

bandaOs acessos à internet por meio dos serviços de banda larga fixa e móvel no Brasil somaram 93,6 milhões em fevereiro, o que representou uma alta de 43% ante igual mês do ano passado, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

 

 

Apenas no primeiro bimestre deste ano, foram acrescidos 28 milhões de novos acessos à base em comparação ao final de 2012.

 

Os acessos móveis puxaram esse crescimento com um aumento de 54% em fevereiro sobre igual do ano passado, atingindo 72,7 milhões de acessos.

 

Eles estão divididos entre 58,9 milhões de conexões via celulares 3G e 13,8 milhões por terminais de dados, como modems de acesso à internet e chips de conexão máquina a máquina (M2M).

 

A cobertura de municípios com redes de 3G chegou a 3.315 em fevereiro, significando um acréscimo de 546 novas cidades em 12 meses. Assim, a cobertura 3G está presente em cidades que concentram 88% da população brasileira.

 

A banda larga fixa registrou um crescimento de 13,6% no período, atingindo 20,9 milhões de conexões.

 

value1

65% da população mundial vivem no século passado

Umundo-conectadoma observação dos números de acesso à internet por país revela que só 35% da população mundial – 2,45 bilhões de pessoas – estão conectados. Os demais 4,55 bilhões de humanos ainda vivem no século passado no que se refere à tecnologia (veja as tabelas no final do texto). 

 

Os dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT, números referentes a 2011, os mais recentes disponíveis) também evidenciam a desigualdade entre os países. A Índia, por exemplo, é a terceira colocada em quantidade de internautas. 120 milhões de indianos têm acesso à rede, seja por meio de conexões cabeadas ou de serviços móveis. Mas eles são só 10% da população do país.

A Islândia está na situação oposta. Com 95% da população conectada, é o estado soberano onde o acesso à internet está mais difundido. Mas, como o país é pouco povoado, esse contingente soma menos de 300 mil pessoas, pouco mais de 1 milionésimo dos internautas no mundo. Como a Islândia, muitos dos países com alto índice de conexão são pouco povoados.

O Brasil fica na zona intermediária. Aqui, a estimativa da UIT é que 45% da população tenha acesso à internet, o que equivale a quase 90 milhões de pessoas. É o quinto país com mais internautas.

Confira, na tabela abaixo, os dez países com maior número de pessoas com acesso à rede.

 PaísMilhares de InternautasParcela da população
com acesso
Parcela dos internautas
no mundo
1China511.96338%20,90%
2Estados Unidos242.61578%9,90%
3Índia119.75010%4,89%
4Japão101.37780%4,14%
5Brasil88.91845%3,63%
6Rússia69.83849%2,85%
7Alemanha67.62283%2,76%
8França51.96380%2,12%
9Reino Unido51.41382%2,10%
10Nigéria47.14328%1,92%

E, aqui, os dez países com maior porcentagem da população com acesso à internet.

 PaísMilhares de InternautasParcela da população
com acesso
Parcela dos internautas
no mundo
1Islândia29695%0,01%
2Noruega4.40994%0,18%
3Holanda15.37192%0,63%
4Suécia8.27191%0,34%
5Luxemburgo45791%0,02%
6Dinamarca4.97790%0,20%
7Finlândia4.70089%0,19%
8Qatar1.59486%0,07%
9Nova Zelândia3.69086%0,15%
10Suíça6.68885%0,27%
value1

Conheça 10 tecnologias emergentes que devem crescer em 2013

TECNOLOGIAPode parecer um futuro distante, mas tecnologias como os carros elétricos sem fio, materiais capazes de se autorregenerar, alimentação molecular já estão sendo testadas ou em fase avançada de desenvolvimento. 

 

A informação é do conselho do Fórum Econômico Mundial, que recentemente anunciou sua lista das dez principais tecnologias emergentes para 2013. Conheça agora a seleção que levou em conta a possibilidade de avanços no desenvolvimento industrial e econômico, e também a possibilidade de implantação industrial a curto e médio prazo. 

Veículos elétricos online (OLEV)
Imagine poder abastecer um carro em movimento. Na próxima geração de veículos elétricos, bobinas sob o assoalho prometem carregar a bateria do veículo remotamente. A energia virá de um campo eletromagnético gerado por cabos instalados sob a estrada. Depois, com a bateria cheia, o veículo pode circular livremente por outras ruas. Atualmente, veículos elétricos online estão passando por testes de estrada em Seul, na Coréia do Sul. Nós conferimos ume experimento desse tipo na CES – feira de tecnologia realizada em Las Vegas. Esse Rolls-Royce elétrico era carregado em fios. A mágica acontece por meio de um campo magnético entre essa plataforma e o assoalho do carro.

Impressão 3D
Impressoras 3D já são testadas e até vendidas inclusive aqui no Brasil. A impressão 3D deve evoluir e permitir a criação – com qualidade – de estruturas sólidas a partir de simples arquivos digitais. Potencialmente, essa novidade promete revolucionar a fabricação de muitos objetos plásticos e até metálicos, que poderão ser impressos remotamente em casa ou no escritório.

Materiais autorregenerativos
Assim como um machucado que cicatriza, uma aposta é a criação de materiais estruturais “não-vivos” capazes de se autorregenerar quando cortados, rasgados ou quebrados. Já imaginou? Materiais que se consertam sozinhos sem intervenção humana! Um dos grandes potenciais dessa tecnologia seria melhorar a segurança de materiais utilizados na construção civil, carros e até aviões.

Purificação de água energicamente eficiente
Novas tecnologias devem viabilizar a dessalinização da água do mar a baixo custo. Se a escassez de água potável é um problema ecológico iminente em muitas partes do mundo, tirar o sal da água marinha a baixo custo ofereceria uma fonte praticamente ilimitada de água. Atualmente, isso tem um custo energético muito alto; principalmente porque quase sempre envolve bombas movidas a diesel. Tecnologias emergentes oferecem potencial para a dessalinização e a purificação de águas reduzindo o consumo de energia em 50% ou mais.

Uso e conversão de gás carbônico
Hoje, muitos estudos apontam a possibilidade de usar a energia solar para transformar o dióxido de carbono em combustível para veículos. Uma das abordagens mais promissoras usa bactérias fotossintéticas geneticamente modificadas para transformar resíduos de CO2 em combustíveis líquidos ou produtos químicos de baixo custo usando sistemas conversores alimentados por energia solar.

Nutrição molecular
Técnicas modernas podem acabar com a desnutrição que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Por meio da identificação e reprodução de proteínas naturais essenciais para o ser humano, a biotecnologia promete levar a alimentação ao nível molecular, proporcionando assim aminoácidos mais solúveis e com melhor gosto, textura e características nutricionais; isso sem contar os benefícios no desenvolvimento muscular e no controle da obesidade. Gastronomia à parte, a solução parece interessante.

Sensoriamento remoto
O crescente uso de sensores vai mudar a forma como nos relacionamos com o mundo à nossa volta; especialmente na área da Saúde. Exemplos incluem sensores que monitoram as funções corporais, como frequência cardíaca, oxigenação do sangue e nível de açúcar no sangue; que, se necessário, respondem de forma automática. Fora da medicina, sensores também podem permitir que veículos se identifiquem quando em movimento e assim reduzam drasticamente o risco de acidentes.

Medicamento em nanoescala
Depois de quase uma década de pesquisas, cientistas já trabalham com a incrível possibilidade de produzir medicamentos dentro do próprio corpo humano. São medicamentos ao nível molecular que agem apenas em torno da célula doente ou mesmo no seu interior.

Eletrônica orgânica
A tecnologia se baseia no uso de materiais orgânicos para criar circuitos e dispositivos eletrônicos. Esses circuitos eletrônicos orgânicos são finos, flexíveis e até transparentes. Diferentes dos semicondutores a base de silício, a eletrônica orgânica pode ser impressa por processos de baixo custo, similares à impressão a jato de tinta. Um exemplo são coletores solares fotovoltaicos impressos, que custam muito menos do que as células solares de silício e podem acelerar a transição para o uso de energias renováveis.

Reatores nucleares de quarta geração
Hoje, os reatores nucleares usam apenas 1% da energia potencial disponível no urânio; o resto vira lixo nuclear radioativo. A longo prazo, o futuro da energia atômica depende da disponibilidade de combustível – neste caso, o urânio. Uma das maiores promessas para esse problema são os reatores de quarta geração. Esses reatores convertem o urânio-238 em plutônio-239, que pode ser utilizado como combustível.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br

value1

Google oferece tradutor instantâneo que funciona sem internet

tradutor-online-gratisGoogle lançou uma atualização para seu aplicativo de tradução para que a ferramenta passe a funcionar mesmo se não houver conexão com internet.



Conectado, o Google Tradutor tem suporte a mais de 60 idiomas; desconectado, cai para 50 - e a tradução não é tão completa, mas atende às principais necessidades de alguém que está viajando, por exemplo.

O usuário precisa baixar os pacotes que lhe interessem. Ao selecionar "idiomas off-line", vê-se uma lista com o que está disponível; basta escolher dois idiomas e fazer o download.

A novidade só funciona em aparelhos com Android 2.3 ou superior, e não há informações sobre uma atualização para usuários de iPhone.

 

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Rede social para colorir muros levou quase um ano para ficar pronta

color-city1“Mais cor, por favor!”. Com esse lema foi apresentado na última segunda-feira, 25, o Color+City. O projeto é uma espécie de rede social que permite a qualquer pessoa doar seu muro para alguém pintá-lo como desejar.


“A ideia é que as pessoas deixem a cidade mais colorida, seja através do grafite ou de qualquer outra arte. Se um grupo de crianças quiser pintar um muro seria lindo também. Queremos cor!”, explica Roberto Martini, CEO da Flag, uma das responsáveis pelo projeto, ao Olhar Digital.

O conceito foi criado por Gabriel Pinheiro e Victor Garcia, entusiastas da arte de rua. Ao todo, o projeto levou 11 meses para concretizar-se.

Quem for proprietário de um muro e quiser dar cor a ele pode utilizar o Color+City para doar o espaço a um artista. Quem escolher pintar aquela parede terá o local reservado por 35 dias. Cada pessoa tem direito a apenas um muro por vez.

O dono do espaço pode até conversar com o pintor e combinar algo com ele, mas o artista tem 100% de autonomia na arte que fará. Com isso, ninguém pode cobrar pela área nem pela pintura. É uma troca.

O bacana é que, além de o proprietário poder subir fotos do muro, o grafiteiro consegue montar seu portfólio pelo Google+. Assim, fica mais fácil de ambos escolherem o melhor espaço e o artista ideal.

A Flag abraçou o projeto e passou a apresentá-lo a uma série de empresas. Muitas se tornaram parceiras e ajudaram na concretização da rede social. Uma das companhias que mais colaborou foi o Google, que já havia lançado, na semana anterior, uma galeria digital com fotos de muros grafitados em São Paulo.

color-city
“O projeto foi desenvolvido em grupo, cada um ajudando um pouco. A Flag/CUBOCC estruturou, criou e produziu; o Google entrou com tecnologia e ajudou a custear parte do projeto; diversos parceiros fizeram a sua parte, desde a divulgação, engajamento a outras coisas”, conta Martini.

O Color+City estreou em São Paulo, mas funciona no mundo inteiro. Qualquer um pode participar. “É um projeto para o mundo, e não somente para São Paulo. No primeiro dia já tivemos muros sendo doados em muitos lugares do Brasil. A ferramenta não tem nenhuma restrição”, diz Martini.

Para o usuário cadastrar-se e doar um muro ou escolher um para pintar, tudo o que ele precisa é de uma conta no Google+. Todo o resto é gratuito. “É importante mencionar que esse projeto só aconteceu porque ele faz sentido para todas as pessoas que se envolveram na construção dele. Por isso é um grupo tão grande, como você poderá ver no rodapé do site. E esse grupo já está crescendo. No primeiro dia, diversas pessoas, marcas e organizações se ofereceram para ajudar. É um projeto sem dono e com a parceria de muitos. Só assim foi possível colocá-lo no ar e só assim será possível mantê-lo funcionando”, conclui um dos responsáveis pela ideia.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Entenda o ataque que abalou a internet

ddos-attackNesta semana aconteceu o maior ciberataque da história. Uma briga entre a Spamhaus,  organização anti-spam, e a hospedeira de sites Cyberbunker, que estava na lista negra do grupo, quase derrubou a internet em diversas partes do mundo. (Saiba mais aqui)

 

A ofensiva, considerada seis vezes mais agressiva que as direcionadas a bancos, usou uma estratégia já conhecida, a de negação de serviço distribuído (DDoS, na sigla em inglês). Para entender como se dá esta agressão, o Olhar Digital conversou com o analista de segurança da Ananke, Guilherme Bistolfi.

O especialista explica que um ataque de negação é identificado pela mudança no fluxo de acessos a um site - ou seja, de repente, um número de “pessoas” muito acima do normal tenta acessá-lo simultaneamente. Imagine uma situação hipotética em que o Olhar Digital seja o alvo. O analista dos nossos servidores avalia de onde estão vindo os acessos, quem são as pessoas envolvidas e quais as páginas que estão gerando essas entradas. Caso o aumento da audiência não seja justificado pelo apelo de uma matéria bombástica (morte de Steve Jobs, por exemplo), tudo aponta para uma invasão.

Como os ataques DDoS utilizam uma rede de máquinas zumbis, que tentam acessar ao mesmo tempo a página de um site, há sobrecarga no servidor, que fica, então, impossibilitado de atender a todas as requisições simultâneas. É como abrir vários programas no computador ao mesmo tempo: ele fica lento e até pode travar. Para evitar que o servidor entre em colapso e pare de funcionar, o analista pede para que o seu fornecedor barre todos estes acessos.

"É como se fosse um condomínio em que o prédio é o Data Center e o elevador é o link interno que leva as informações para o térreo (site). O que fazemos é pedir que o fornecedor vete os acessos desses computadores zumbis já na entrada do prédio, assim ele não cai. Se o elevador ficar lotado, imagine o que pode acontecer", brinca.

Normalmente, um ataque DDoS de 50 Gb/s (gigabits por segundo) é suficiente para derrubar um site de banco. Mas no episódio desta semana a equipe da Spamhaus sofreu agressões de até 300 Gb/s por cerca de sete dias. Os computadores que formam a botnet (rede autônoma e automática) enviaram solicitações aos servidores DNS que, por estarem com problemas, direcionaram todas as solicitações ao site da Spamhaus.

Os DNS são responsáveis por direcionar os endereços dos sites digitados, como www.olhardigital.com.br, por exemplo, ao seu local de destino. Assim, ao digitar a URL de uma página, ele informa ao computador qual é o IP de destino. A partir daí, o servidor é acessado e o site escolhido aparece na tela.

No caso da Spamhaus, quando o fluxo de dados nos servidores chegou a 100 Gb/s, já tinha sido qualificado como um dos maiores ataques registrados. Para ajudar na defesa, o grupo anti-spam contratou uma empresa de segurança chamada CloudFlare, que acabou se tornando alvo dos hackers também. No blog da companhia, há mais informações sobre o movimento online. Cliqueaqui para ler o post (em inglês).

 

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Anonymous convoca ataque global contra o Facebook

anonymous-hackingO grupo de ciberativistasAnonymous lançou um chamado global contra oFacebook nesta manhã. Nomeada #OP TRUTH FORCE (do inglês, Operação Força Verdadeira), a investida é motivada por possíveis atitudes censoras da rede social.



"Nós temos testemunhado um número crescente de contas deletadas e bloqueadas de usuários que ousam ridicularizar, satirizar ou contrariar líderes políticos e corporações envolvidas com política", afirma o grupo.

O ataque coletivo consiste em lotar o Facebook com este tipo de material. Ao passo que é uma tomada mundial, o grupo espera tornar impossível a moderação de todo o conteúdo na rede social. 

A operação está marcada para o dia 6 de abril a partir da 1h (22h do dia 5 de abril pelo horário de Brasília) e deve durar 24 horas. A data escolhida relaciona-se a outros movimentos sociais. Foi o dia em que Mahatma Ghandi convocou o povo indiano à luta pacífica contra a Grã Bretanha. Anos depois a data também marcaria o início da sedição popular egípcia.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Twitter deverá fazer US$ 1 bilhão com publicidade em 2014

twitteradTwitter deverá arrecadar US$ 1 bilhão em 2014 com seu formato de publicidade, quase 100% a mais que os US$ 582,4 milhões estimados para este ano. Os números são da empresa eMarketer, especializada no mercado digital.



De acordo com o estudo, cerca de 53% do valor virá da publicidade em aparelhos móveis. Em 2015, é estimado que a empresa arrecade US$ 1,33 bilhão e espera-se que 60% seja graças ao mercado mobile.

Mesmo com o crescimento, em 2013, 83% do dinheiro investido em publicidade deverá vir dos EUA. Até 2015, a participação do país deve diminuir para 76%.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br

value1

Médicos usam Big Data para curar o câncer

medicos-bigdataUm grupo norte-americano de oncologia lançou um projeto ambicioso para coletar dados de centenas de pacientes de câncer. Segundo o Wall Street Journal, a ideia é usar Big Data para arrecadar informações que ajudarão em tratamentos futuros de pacientes em todo sistema de saúde.

 

Com a tecnologia, médicos poderão consultar o banco de dados e fazer pesquisa para obter aconselhamento sobre tratamentos. Todas as informações terão como base os dados de pessoas que possuem doenças similares.

A coleta e análise dos dados médicos, contudo, é repleta de desafios. Um deles é encontrar softwares que aceitem informações clínicas provenientes dos mais diversos equipamentos de saúde, como um eletrocardiograma, por exemplo. 

No caso do grupo norte-americano, uma tecnologia, ainda em protótipo, conseguiu recolher cerca de 100 mil registros de câncer de mama de 27 hospitais diferentes que usam outros tipos de equipamentos eletrônicos.

Cerca de 1,6 milhão de americanos são diagnosticados com câncer a cada ano, mas em 95% dos casos os detalhes dos tratamentos são trancados em arquivos ou em sistemas eletrônicos isolados. 

"Há um tesouro de informações nestes casos", disse Allen Lichter, chefe do do grupo. "Isso poderá salvar muitas vidas", finalizou.

O projeto deve começar oficialmente entre 12 e 18 meses.

Para saber mais sobre Big Data, leia aqui uma matéria.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Facebook libera chamadas telefônicas gratuitas via Android e iOS no Brasil

FacebookAnunciado semana passada, o recurso de chamadas gratuitas pelo aplicativos móveis do Facebook também está disponível do Brasil. A informação partiu de um dos engenheiros de softwares da companhia, o brasileiro Thiago Hirai.

 

A função não aparece em primeiro plano na plataforma. Após selecionar um contato da lista do Facebook, o usuário deve apertar o botão "i". Uma janela se abrirá oferecendo a opção de chamada telefônica gratuita.

A função está disponível para usuários da última versão do Facebook para iOS e Facebook Messenger para iOS e Android. É preciso que os dois lados da ligação utilizem um dos aplicativos para que ela seja realizada.

Segundo Hirai, as chamadas via Facebook móvel já estão disponíveis para 95% dos usuários do país.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br