value1

Google contrata garoto de 12 anos para criar rival do Facebook

Nikos-AdamO Google contratou um adolescente de 12 anos para sua equipe de programadores. Nikos Adam, nascido na Grécia, vai trabalhar em três projetos: uma nova rede social, um servidor para jogos online e um sistema de segurança.

 

A plataforma, chamada de ‘Tech is Social’, será lançada em 2014 no idioma grego, e funcionará de modo parecido ao Facebook, informou o garoto em entrevista ao canal Skai. Nikos, que está no ensino médio e já criou dois aplicativos, foi descoberto pelo Google durante a Feira Internacional de Salônica, quando realizou uma exposição sobre ataques cibernéticos.

Após comprovar os conhecimentos de programação do menino, o Google entrou em contato com seus pais para obter autorização para incorporá-lo à equipe.

Via Greek Reporter e Yahoo! Notícias.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Conheça o Snapchat, o aplicativo que rejeitou US$ 4 bilhões do Google

SnapchatA bola da vez no mercado de tecnologia se chama Snapchat. Se você for mais velho, pode não saber do que se trata e é justamente por isso que Google e Facebook já ofereceram bilhões de dólares pela sua aquisição, mas ambas as ofertas foram prontamente recusadas. Sucesso entre os jovens, cansados da falta de privacidade e, principalmente, da vigilância dos pais, a plataforma cativa cada vez mais gente.

Com o app, disponível para Android e iOS, é possível compartilhar fotos e vídeos entre amigos de modo privado. Cada item enviado para seus contatos possui um timer, um limite de tempo em que ele estará disponível para visualização, de um a dez segundos. Após este período, a foto desaparece dos dois aparelhos, o que impede qualquer tipo de vigilância por parte de pais e responsáveis. O aplicativo também é constantemente ligado à prática do "sexting", o envio de imagens sensuais por celular, graças a essa funcionalidade. Além disso, o Snapchat também avisa caso alguém faça uma captura da tela.

Com esta funcionalidade, o aplicativo vem sendo apontado como um dos grandes motivos pelo qual o Facebook tem perdido audiência entre o público mais jovem, que encontrou um modo de se comunicar de forma mais segura.

Mas, afinal de contas, o aplicativo vale mesmo os 3 ou 4 bilhões, que as gigantes estão sacudindo em frente aos fundadores do Snapchat? Muito provavelmente o app por si só não vale tudo isso. O que estas empresas realmente esperam é atrair novamente o público jovem para seu ecossistema, o que agrega valor para a publicidade que gera a maior parte das receitas geradas por ambas as empresas.

O conceito do app é o que realmente se destaca; como aplicativo em si, o Snapchat é bastante simples. A funcionalidade é perfeita, mas bastante limitada. Caso você já tenha usado o Instagram, você se sentirá familiarizado com o sistema de envio de conteúdo: basta capturar uma imagem com sua câmera e compartilhar. A diferença é que você só envia a imagem para determinados amigos. Também é possível escrever uma legenda e desenhar sobre a imagem, nada que seja realmente revolucionário, mas que acrescenta possibilidades.

Contudo, o Snapchat não é convidativo a todos. Nem todos os seus recursos são óbvios. Para incluir uma legenda na foto, é necessário dar dois toques na tela do celular, o que não é explicado em nenhum momento. Além disso, alguns se sentem perdidos logo de cara ao tentar adicionar seus amigos. Até mesmo a aplicação de filtros básicos requer a utilização de códigos “secretos”. Tudo isso só reforça como o aplicativo não é atraente para curiosos, apenas para quem já tem seus amigos presentes na rede social, que são pessoas que já possuem esta bagagem e poderão dar o passo-a-passo de como se virar.

Recentemente, o Snapchat também ganhou um recurso chamado Stories (ou Minha História em bom português), no qual os usuários podem abrir mão de um pouco da privacidade. Neste caso, as pessoas podem postar conteúdo em uma espécie de “mural”, acessível a grupos determinados pelo usuário, onde estão fotos e vídeos que a pessoa fez, que ficam guardados naquele espaço por um tempo maior, mas também limitado. A tentativa é tentar transformar o aplicativo em mais que uma simples plataforma de troca de imagens, mas um espaço personalizável, tal qual sua timeline do Facebook, com a privacidade que a rede social mais popular do mundo não pode proporcionar.

O fato é que o Snapchat é um conceito interessante para uma comunicação divertida e efêmera, mas só isso não é o bastante para valer os bilhões que empresas gigantes têm oferecido, já que o app em si pouco tem a acrescentar a elas. O que realmente estas companhias buscam são o seu público, uma comunidade bastante ativa, responsável por trocar 350 milhões de imagens por dia, numa faixa etária essencial para a publicidade. E, a julgar pela volatilidade que é intrínseca a esta fase da vida, talvez seja uma boa ideia que os criadores aceitem logo a oferta, antes que o Snapchat se torne o próximo Groupon.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br

value1

Facebook defende vídeo com decapitação: "expõe abusos"

facebook-queimoUm mês depois de liberar a publicação de vídeos com decapitações, o Facebook defendeu sua decisão nesta terça-feira no Reino Unido. Em depoimento a parlamentares, o diretor de políticas Silmon Wilner ressalva que os conteúdos do gênero devem ser aproveitados no "contexto correto" e, neste caso, podem servir para "expor abusos contra direitos humanos".

O Facebook tem sido criticado por expor os internautas a eventuais danos psicológicos causados pelas imagens violentas. Em abril, a rede cedeu à pressão e proibiu temporariamente as publicações depois da disseminação de um vídeo em que uma mulher tem a cabeça cortada. Mas voltou atrás com o argumento de que os usuários são livres para ver o que quiserem.

Entretanto, a plataforma estabelece um limite para a veiculação deste conteúdo. "As pessoas compartilham o vídeo para condená-lo. Se ele fosse celebrado, ou as ações vistas no vídeo fossem encorajadas, nossa atitude seria diferente", afirmou uma representante da rede no mês passado.

O Facebook também não quer que qualquer um veja decapitações sem querer no feed de notícias entre fotos e posts comuns que você encontra no cotidiano. "Trabalhamos para dar às pessoas controle adicional sobre o conteúdo que veem. Isso pode incluir avisos prévios de que as imagens podem conter conteúdo violento", explica.

E você, o que acha sobre o assunto? Vota pela permissão ou proibição? 

Via: BBC

value1

Bitcoin é legítima, dizem autoridades norte-americanas

biticonAutoridades norte-americanas reconheceram a Bitcoin como legítima. Reguladores disseram ver benefícios em moedas digitais e estão progredindo na luta contra os riscos de usar dinheiro virtual em transações financeiras.

 

Nessa segunda-feira, 18, o Departamento de Justiça e o órgão regulador do mercado (SEC - Securities and Exchange Commission) defenderam perante o Senado a Bitcoin. Os representantes queriam mostrar os benefícios e riscos de usar dinheiro virtual como instrumento financeiro legítimo.

“O departamento da Justiça reconhece que moedas virtuais oferecem um serviço financeiro legítimo e tem o potencial de promover um comércio global mais eficiente”, comentou Mythili Raman, procurador-geral adjunto da divisão criminal do departamento.

Com a declaração, a Bitcoin bateu novo recorde e atingiu US$ 900 na MtGox. Até o momento da publicação desta matéria (11h15), a moeda estava valendo US$ 659.

Saiba mais sobre a moeda aqui.

Via Wall Street Journal

value1

Hacker Jeremy Hammond condenado a 10 anos de prisão

Jeremy hammondconhecido hacker Jeremy Hammond foi condenado a 10 anos de prisão por aceder ilegalmente a sistemas informáticos das autoridades norte-americanas e de empresas privadas contratadas pelo governo dos Estados Unidos. Durante todo o processo, o hacktivist, como Hammond se descreve, nunca se mostrou arrependido.

 

Antes de ouvir a sentença, o pirata informático disse ao juiz que o seu objetivo era expôr as injustiças cometidas pelo setor privado da indústria da espionagem. Foi por essa razão que Hammond se juntou ao grupo Anonymous.

“Sim, eu violei a lei, mas eu acredito que, por vezes, a lei tem de ser quebrada para que possa haver mudança. Eu ainda acredito no hacktivism como uma forma de desobediência civil”, disse Hammond, que é natural de Chicago.

Mais de 250 pessoas escreveram cartas de apoio ao hacker durante o processo, incluindo Daniel Ellsberg, o famoso analista do Pentágono que revelou ao mundo o documento secreto Pentagon Papers, sobre a guerra do Vietname.

Contudo, e apesar de os advogados de defesa terem pedido uma sentença de 20 meses de prisão para Hammond, o réu foi condenado a uma década na prisão, especialmente porque já tinha sido preso anteriormente e o tribunal considerou que certas conversas mantidas pelo arguido em chats demonstravam intenções maliciosas.

O FBI capturou o pirata informático no ano passado com a ajuda de Hector Xavier Monsegur, um famoso hacker conhecido como ‘Sabu’ que ajudou as autoridades a entrar no grupo Anonymous depois de ter sido secretamente preso em junho de 2011.

fonte: http://www.tecnologia.com.pt/

value1

“O Futuro do SEO” – técnicas, estratégias e práticas

seo1Uma das questões mais debatidas, ultimamente, sobre SEO é para onde aponta – e apontará – a bússola que norteia a otimização de sites.  A cada atualização do Google, podemos verificar que se faz necessário um novo olhar para todas as questões que circundam o SEO. Essa evolução acontece de maneira tão rápida e feroz que não seria exagero afirmar que o SEO, já não existe mais. Mas isso, não é uma coisa ruim, pelo contrário, é excelente!

 

Agora, mais do que nunca, chegou à vez do usuário ditar o que deve ser feito e não táticas pensadas única e exclusivamente para um melhor posicionamento nos mecanismos de busca. Em um período de constantes mudanças e dúvidas acerca do futuro do SEO, algumas tendências guiarão a nova forma de se utilizar a ferramenta.

O usuário no comando

Essa é mãe de todas as tendências.  As próximas grandes atualizações do Google devem ter como foco principal a experiência do usuário, assim como foi o Panda Update.

É cada vez mais importante criar uma relação entre o usuário e a sua marca. É muito importante ter bem fixado que a experiência do usuário dentro do seu site tem que ter mais importância do que questões técnicas de SEO, não que uma opção exclua a outra.

Conteúdo duplicado – um grande vilão a ser combatido

Eliminar por completo o conteúdo duplicado será um dos grandes desafios dos sites, principalmente dos e-commerces. Se, hoje em dia, já é  importante para a indexação e ranqueamento de um site não apresentar conteúdo duplicado, no futuro isso deve ficar ainda mais evidente.

É certo que o Google ficará mais capaz de identificá-los e deve ser ainda mais severo em suas avaliações.  Não é preciso ter o conteúdo idêntico para ser considerado duplicado pelo Google, basta ser similar.

Desvalorização das palavras-chave

As palavras-chave irão perder a sua força pouco a pouco. Elas não vão deixar de existir, apenas que sua importância será mínima. Não fará mais diferença ter essa ou aquela palavra-chave no início do title ou no h1, se preocupar com o posicionamento dela dentro das suas páginas, a taxa de dificuldade de se trabalhar com elas, etc.

Chegará o momento em que tudo que importará em relação aos textos de suas páginas será ter uma escrita clara e que vá de encontro com o que o usuário busca ao longo da página (elementos de SEO On-page importantes, como title e headings , seguirão pelo mesmo caminho).

Morte ao Link Building – Longa vida ao Link Earning

O conceito “construção de links” morrerá.  Estratégias automatizadas como link farm, troca de links, entre outras, há muito são combatidas pelo Google e, após as suas últimas atualizações, o Google ficou realmente bom em identificar e punir àqueles que já se utilizaram desses tipos de táticas. No entanto, apesar de já ter essa prática, acho que ainda vamos ver algo mais além.

Os links contextuais ganharão ainda mais relevância. Todos os links obtidos da maneira mais natural possível, que vão de encontro com a lógica do site, sem exageros e dentro do contexto do assunto terão ainda mais peso. Links em banners, patrocínios e coisas deste gênero, devem perder toda a sua relevância.

O bom link será aquele que irá agregar valor ao usuário. Toda forma de link que não for sedimentada na importância de entregar algo que possa ser do interesse direto do usuário deverá ser evitado.

Redes Sociais – um novo caminho para o SEO

Apesar de ninguém saber ao certo o quanto, redes sociais como o Google +, Facebook e Pinterest já estão tendo relevância na busca orgânica. A expectativa é que a sua relevância ainda aumente bastante. O que já podemos observar é que uma boa campanha em redes sociais favorece a geração de links, mesmo em outros tipos de mídia, além do fortalecimento da marca, gerando, por conseguinte, uma maior taxa de conversão para o site.

fonte: http://ecommercenews.com.br/

value1

Bitcoin atinge US$ 657, e reguladores americanos vão defendê-la no Senado

biticonO Departamento de Justiça norte-americano e o regulador do mercado (SEC - Securities and Exchange Commission) vão defender perante o Senado que a Bitcoin é um instrumento financeiro legítimo. 

 

Os representantes irão argumentar que a moeda virtual tem benefícios, mas também riscos, assim como qualquer sistema de pagamento online. A audição de ambos os órgãos trata-se de "explorar eventuais potencialidades e riscos, para o governo federal e para a sociedade como um todo, relacionados com uma moeda virtual".

O preço da Bitcoin subiu nesta segunda-feira, 18, devido à audiência, prevista para começar às 18h (horário de Brasília). Até o momento de publicação desta matéria, a moeda virtual estava sendo negociada a R$ 1.815 (Mercado Bitcoin) e US$ 657 (MTGox). 

Atualmente existem cerca de 12 milhões de Bitcoins em circulação, sendo que há um limite de 21 milhões de moedas. O algoritmo que produz o dinheiro virtual faz com que a mineração se torne cada vez mais difícil. Quanto mais perto se chega do limite, mais poder computacional se torna necessário para minerar a moeda.

Atualmente, 'mineradores' passaram a se unir, formando redes cada vez maiores com muitas máquinas trabalhando em paralelo. Hoje também é comum internautas comprarem o dinheiro virtual em vez de minerá-lo.

Saiba mais sobre a Bitcoin neste vídeo.

Via Bloomberg e Wall Street Journal. 

value1

Por que a Bitcoin pode entrar em colapso?

biticonA Bitcoin ultrapassou os US$ 650 nesta segunda-feira, 18, e está prestes a se tornar um instrumento financeiro legítimo no Senado norte-americano. Mas alguns especialistas, como a analista Izabella Kaminska, da FT Alphaville, e os cientistas da computação Emim Gün Sirer e Ittay Eyal, ambos da Universidade de Cornell, acreditam que a moeda virtual pode entrar em colapso em breve.

 

Para Izabella, alguns pontos confirmam uma possível ruína do dinheiro digital: a escassez da moeda e o desafio de minerá-la. Atualmente mineradores se unem em grupos para aumentar sua capacidade computacional e mineirar mais moedas. Além disso, está surgindo uma onda de roubo e 'sequestradores' de dados que exigem o dinheiro digital em troca da liberação das informações.

Os cientistas também acreditam que os grandes grupos de mineração podem acabar com a Bitcoin. O dinheiro digital tem um limite de 21 milhões de unidades (já existem 12 milhões circulando no mundo) e quanto mais perto se chega desse limite, mais poder computacional é necessário para minerar a moeda. Por conta disso, mineradores estão formando redes de máquinas de mineração.

O problema é que quando uma dessas redes de processamento cresce muito, passa a obter mais do que a parte que lhe caberia de Bitcoin - o que pode trazer um desequilíbrio fatal para o sistema. A moeda passa a ser controlada por uma única entidade e deixa de ser descentralizada. Ou seja, a organização controladora pode determinar quem participa da mineração, quais transações são efetivadas e pode até desfazer transações.

Uma correção foi desenvolvida pelos cientistas da universidade. Se implantada, o sistema que cria Bitcoin estaria seguro desde que nenhum grupo controle 25% ou mais do poder computacional de mineração. Mas a solução pode não ser eficaz, já que existem mineradores que comandam mais computadores que o 'permitido'. Segundo Sirer, alguns grupos chegaram a deter mais de 33%.

Entenda a Bitcoin

Criada em 2009 por um gênio da matemática, a Bitcoin é baseada no conceito peer-to-peer. Ou seja, qualquer um pode emitr Bitcoin porque não existe um controlador como a Casa da Moeda, por exemplo. Para emitir Bitcoins, que têm seu valor determinado apenas pela especulação em bolsas de valores virtuais, é necessário tempo e, curiosamente, dinheiro de verdade.

O funcionamento é simples: basta baixar o software do Bitcoin, criar uma carteira virtual e passar a fazer parte da rede que gerencia as transações com a moeda. Ao realizar cálculos que a rede precisa, você tem chances de ganhar Bitcoins em troca do "esforço" do seu computador. A verdade é que atualmente a complexidade é tamanha que a única maneira de conseguir Bitcoins é comprando moedas dos vários sites de câmbio.

Apesar de os participantes da rede serem anônimos, todas as trocas ficam abertas ao público como medida de segurança para que a moeda não seja usada duas vezes. 

Nos Estados Unidos, já é possível comprar produtos eletrônicos, games, roupas, acessórios e até comida com moeda virtual. Mais do que isso, algumas empresas têm remunerado freelancers com a moeda e outras têm vendido bens, como carros usados e computadores, em Bitcoins.

No Brasil, o mercado nacional de Bitcoins voltou a funcionar recentemente. O serviço conta com cerca de dois mil clientes. 

Com Business Insider e San Francisco Chronical

value1

Steve Ballmer conta por que desistiu da Microsoft

Steve-BallmerO CEO da Microsoft, Steve Ballmer, agendou a aposentadoria para os próximos meses e, desde o anúncio da renúncia, em agosto, não havia explicado o que o levou a desistir. O mistério foi revelado no fim de semana em entrevista ao Wall Street Journal. 

Pressionado pelo Conselho de Administração para mover a companhia mais rapidamente em direção aos mercados de dispositivos e serviços, Ballmer se julgou incapaz de promover as mudanças necessárias para competir no segmento móvel.

"Talvez eu seja um emblema de uma era antiga e agora tenha que sair de cena", disse o executivo que trabalha para a MS há 33 anos. "Por mais que eu ame tudo o que faça, a melhor maneira de a Microsoft entrar numa nova era é um novo líder que vai acelerar a mudança", acrescentou. 

A reorganização na divisão do Windows, a mais lucrativa, acelerou a desistência. Com a saída de Steven Sinofsky do comando logo após o lançamento do Windows 8, Ballmer acumulou interinamente a função e, segundo a entrevista, percebeu a resistência a implementar processos mais velozes.

"Não importa o quão rápido eu queira mudar, haverá alguma hesitação de todos os funcionários, diretores, investidores, parceiros, fornecedores e clientes a acreditar que eu estou falando sério sobre isso", disse Ballmer.

John Thompson, líder do Conselho, admitiu a pressão por movimentos mais rápidos, mas negou que tenha recomendado a renúncia. "Estavamos apenas o pressionando a ir mais rápido (com as mudanças)", afirmou ao WSJ.

Ballmer integra a comissão criada para encontrar seu substituto. Cinco nomes disputam a vaga, mas os rumores indicam que o diretor de operações Kevin Turner deve assumir pelos próximos três anos, quando será sucedido por Stephen Elop, ex-líder da Nokia, comprada recentemente pela Microsoft por US$ 7,2 bilhões.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br

value1

Dicas para extrair o melhor do Google Agenda e nunca mais perder um compromisso

google-agendalogoO Google Agenda (ou Google Calendar) é uma ferramenta muito importante do Google. A InfoWorld juntou algumas dicas e truques para aumentar sua produtividade nela e facilitar sua vida, e mostramos aqui as mais úteis (e as que funcionam no Brasil).

 

Trabalhar com vários fusos horários

Se você interage com pessoas em diferentes fusos horários, é muito fácil saber qual a hora atual daquela pessoa. Basta clicar no ícone da engrenagem (opções) e em seguida "Labs". Aparecerá uma lista de funcionalidades. Vá até o final da lista e selecione "Relógio mundial". Clique em 'salvar'.

36654.52760-Google-Agenda-Fusos-Horarios

Uma lista com vários fusos horários aparecerá no topo direito da página. Basta configurá-la com os horários desejados.

Não perder as próximas reuniões

Outro recurso do Labs é um contador regressivo para seu próximo compromisso, que aparece também no topo direito do seu calendário. Para ativá-lo, basta ir no Labs novamente e selecionar a opção “Próxima reunião”.

36656.52762-Google-Agenda-Proxima-reuniao

Receber sua agenda diária por email

Para receber um resumo dos seus compromissos do dia, basta clicar na engrenagem, ir para “Configurações” e selecionar “Agendas” na barra de menus superior.

36658.52764-Google-Agenda-Agenda-diaria-1

Selecione sua agenda e clique em “Lembretes e notificações”. Em seguida, no final da lista, marque a opção “Agenda diária”.

36660.52766-Google-Agenda-Agenda-diaria-2

Trabalhar Offline

Você pode trabalhar offline. Para isso, clique no ícone das opções, e depois selecione “Offline”. Basta seguir as instruções na tela para instalar o aplicativo para o Google Chrome off-line.

A Agenda off-line permite que você visualize e responda aos eventos quando seu computador não está conectado à Internet.

Ao ativar o acesso off-line, você faz o download das informações de seus eventos para a sua máquina. Verifique se o computador não é público ou compartilhado.

Sincronizar com o Outlook

Existem alguns serviços pagos para fazer essa sincronização, como o Companion Link . Mas você também pode fazer um download dos seus eventos atuais e importar no Outlook.

Para exportar, clique no ícone das opções, depois em “Configurações”. Vá para “Agendas” e clique em ‘Exportar agendas’. Um arquivo ZIP será gerado, com todas as suas agendas salvas no formato ICS.

Em seguida, entre na sua conta no Outlook.com, clique na seta para baixo e selecione “Calendário”.

Agora, clique em “Importar” e siga as instruções na tela. Basta extrair os arquivos do download que você fez do Google Agenda.

36666.52770-Outlook-importar-do-Google

Vale ressaltar que somente seus eventos já lançados no Agenda serão transferidos para o Outlook. Qualquer novo evento deverá ser sincronizado novamente, repetindo os passos listados aqui. Veja mais informações no site da Microsoft.

Integrar com o Google Chrome

Você pode acessar mais rapidamente a sua Agenda pelo Chrome através da extensão Checker Plus. Basta instalar, e um ícone aparecerá ao lado da barra de endereços.

Atalhos de teclado

Para ver a lista completa dos atalhos de teclado, clique aqui.  

Previsão do tempo

Para exibir a previsão do tempo nos seus eventos basta ir nas Configurações, definir seu local e ativar a opção correspondente.

36668.52772-Google-Agenda-Previsao-do-tempo

Após salvar e recarregar a página, você verá um ícone de um sol em cada dia. Basta clicá-lo para ver mais detalhes.

Lista de tarefas

Para mostrar sua lista de tarefas, clique em “Minhas agendas” do lado direito e selecione “Tarefas”, como mostra a imagem. Uma caixa com suas tarefas aparecerá no topo esquerdo da página.

36670.52774-Google-Agenda-Tarefas

Visualização anual

Para ter uma visão anual da sua Agenda, basta ativar a opção correspondente no Labs.

Após ativar a opção e salvar, uma nova caixa aparecerá do lado direito. Escolha o ano desejado e clique em “Ir”.

Vá para uma data desejada

No Labs há um outro recurso chamado “Ir para data”. Ao ativá-lo, um novo box aparecerá no topo esquerdo do seu Calendário. Basta escolher o dia desejado.

Colaborar no Calendar

Você pode compartilhar a Agenda e trabalhar colaborativamente com outros usuários. Basta ir nas Opções, “Configurações”, clique em “Agendas” e depois no link “Compartilhar esta agenda” na agenda desejada, como mostra a imagem. Você pode inclusive escolher o nível de acesso de cada usuário que compartilhar.

36674.52776-Google-Agenda-Compartilhar

Recusar eventos automaticamente quando estiver ocupado

Vá no Labs e ative a opção correspondente. Ao adicionar um novo evento, uma nova opção aparecerá, conforme a imagem. Com isso, quando você estiver em algum compromisso, o sistema automaticamente recusa outros convites.

36676.52778-Google-Agenda-Recusar-eventos

Matéria completa: http://corporate.canaltech.com.br