value1

Chinesa quebra recorde e lança smartphone mais fino do mundo

Depois do Gionee Elife S5.5 e o Ascend P6, da Huawei, surge um novo smartphone mais fino do mercado. Trata-se do Oppo R5, com 4,85mm de espessura.

Fabricado pela chinesa Oppo, o smartphone possui ainda dimensões de 14,8x7,45cm, conta com acabamento em alumínio e tela AMOLED de 5,2 polegadas com resolução de 1080x1920 e densidade de pixels em 423ppi. O processador é um Snapdragon 615 SoC 64-bit com oito núcleos Cortex-A53 e rodando a 1.5 GHz.

 

 

O smartphone conta também com GPU Adreno 405, 2GB de RAM, câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 5MP. A bateria, no entanto, é pouco decepcionante: apenas 2000 mAh, resultado graças à espessura do aparelho. A marca promete, no entanto, carga de até 75% do aparelho em apenas meia hora.

A disponibilidade do Oppo R5 ainda não foi divulgada, no entanto, o seu preço sugerido é de US$ 499.

Via PhoneArena

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

9 detalhes de produtos da Apple que você talvez não conheça

Os produtos da Apple sempre foram reconhecidos por sua qualidade de design e detalhes. Mas muitos fãs da empresa não conhecem todos os detalhes escondidos deles.

Business Insider compilou alguns desses recursos escondidos, que vão desde componentes internos a animações. Confira:

Cooler inteligente

Os ventiladores dos novos MacBooks (também conhecidos como coolers) são um tanto "inteligentes". Isso porque quando o usuário ativa o recurso de voz, eles diminuem a velocidade para melhorar a compreensão das palavras pelos notebooks.

Luz de hibernação

Ao colocar um MacBook para hibernar, o usuário pode notar que uma luz imita a respiração humana. O recurso é patenteado pela empresa da maçã desde 2002.

 

Reflexos do iOS 6

Se você ainda tiver um dispositivo que roda o iOS 6, poderá notar que, no aplicativo de Música, ao começar a tocar uma música, se você inclinar o aparelho, verá que o botão de volume mudará como um reflexo.

Ímãs escondidos

Antes da Apple integrar as câmeras iSight nos iMacs, elas ficavam presas no centro do topo do desktop, graças a um ímã escondido que os prendia.

 

Abertura fácil

Os MacBooks são desenvolvidos para abrirem apenas com a ajuda de um dedo, graças a um pequeno vão na parte inferior do laptop. Como explica o Business Insider, em novos dispositivos, pode demorar para pegar um pouco o "jeito" do truque, mas ele deve funcionar com o tempo.

Caps Lock

Nos MacBooks Air e todos os novos modelos de MacBooks Pro, se você apertar a tecla de "Caps Lock", nada acontecerá. É preciso pressionar e segurar por um tempo para ela funcionar. Isso existe para prevenir eventuais erros de digitação.

 

Áudio Hi-Fi oculto

Para professionais de áudio e vídeo que usam adaptadores óticos, a Apple integrou uma saída Toslink de alta fidelidade. Sendo assim, ao conectar o adaptador, os MacBooks Pro trocam automaticamente para o Toslink, permitindo o som de alta definição.

Animação do "Não Perturbe"

Se você ativar ou desativar o recurso de "Não Perturbe" e olhar atentamente para a meia lua que surge no topo do iPad, iPod ou iPhone, verá que uma animação de eclipse acontece rapidamente.

 

Mudança do botão "Loja"

Antigamente, o botão "Loja" do app de Música ficava no menu inferior. Porém, muitos usuários reclamavam clicar sem querer no botão. Deste modo, a Apple levou a opção para o canto superior esquerdo.

value1

As 50 empresas mais inovadoras em 2014

Um estudo realizado pelo Boston Consulting Group listou esta semana as 50 empresas mais inovadoras do mundo neste ano. Como esperado, os primeiros lugares são ocupados por organizações de tecnologia.

A Apple, líder do ranking há 9 anos, permanece na dianteira, seguida pelo Google e pela Samsung, que por algum tempo ocupou a vice-liderança, mas perdeu o posto no ano passado.

 

A surpresa da pesquisa fica por conta das companhias asiáticas. Este ano, duas delas passaram a integrar o top 50 de inovação: a chinesa Xiaomi (35ª), que recentemente se tornou a 3ª maior produtora de celulares no mundo, e a japonesa Hitachi, em 37ª. As empresas automotivas, que em 2013 eram 14, ocupam agora apenas 9 posições.

A pesquisa existe desde 2005. Para cada edição são entrevistados 1.500 executivos de todo o mundo, que avaliam a inovação de empresas do setor ao qual pertencem. Confira a lista completa:

Via Business Insider 

value1

Protótipo avisa se criança é alvo de pedofilia na web

Um protótipo de software brasileiro desenvolvido em uma dissertação de mestrado pode ajudar pais a descobrirem se seus filhos são alvos de pedofilia na internet.

Criado por Priscila Santin, 35, durante o mestrado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, o programa usa 500 conversas catalogadas entre aliciadores e crianças para identificar sinais de crime sexual. Com base nessas conversas, uma espécie de "semáforo" monitora o diálogo da criança no computador.

 

Caso surja um indício de aliciamento, a cor amarela é exibida. Se o estágio da conversa avançar, ele vai para a cor vermelha. A ideia é que os pais indiquem a seus filhos deixar a conversa com a pessoa já no farol amarelo. Além disso, o software poderia ser exibido também em um segundo dispositivo, como um tablet ou smartphone, para os pais acompanharem os sinais.

Em entrevista ao G1, Priscila explica que além do catálogo, o programa usa como fundamento uma adaptação da Teoria da Comunicação Lubridiante, estabelecida por um grupo de pesquisadores que analisou o compartamento de pedófilos e a partir daí, estabeleceu estágios desde o primeiro contato até o encontro pessoal.

A mestranda conta que o protótipo usou conversas em inglês, já que não existem diálogos em português de aliciadores catalogados. Isso porque a legislação no Brasil determina sigilo para todas as investigações envolvendo crianças e adolescentes. No entanto, o software poderia ser facilmente adaptado para outras línguas.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

HP lança computador tudo-em-um com scanner 3D embutido

A HP revelou um novo produto nesta quarta-feira, 29, chamado Sprout, um projeto realmente curioso que lembra um pouco os tudo-em-um convencionais com algumas mudanças drásticas, que incluem um par de câmeras de escaneamento em 3D, um touchpad enorme e um projetor acima do monitor, que produz as imagens nesta área de toque.

 

A empresa chama o conceito de “Blended reality”, ou “realidade misturada”, em bom português, porque seu objetivo é unir o mundo físico em 3D com o universo 2D digital. E o foco, claro, são pessoas que dependem da criatividade para trabalhar, já que o Sprout utiliza métodos pouco tradicionais de input: em vez de teclado e mouse, o foco é no toque e em uma stylus.

A tela de LCD de 23 polegadas do computador é o display primário e também é sensível ao toque, mas o touchpad colocado abaixo do projetor também é um display, é o principal modo de interação com o computador.

Com isso, você pode puxar uma imagem do seu acervo na tela principal para o display de baixo para manipulá-lo. Além disso, ao colocar um objeto físico no touchpad, as câmeras rapidamente fazem o scan em 3D para que possa ser replicado em alguma impressora 3D, ou então tratado em algum programa de modelagem.

As câmeras também são capazes de fazer fotos comuns ou então reconhecer o texto de uma página impressa. O projetor também pode criar um teclado virtual para digitar algum e-mail, por exemplo, ou então projetar controles customizados para algum game específico.

A HP diz que o Sprout chega às lojas já no mês de novembro, no dia 9, nos Estados Unidos. O preço não é nada amigável: US$ 1,9 mil, o que, com impostos e conversão do dólar resultaria em muitos reais no mercado nacional.

Via Engadget

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Facebook lança app que permite acesso gratuito a serviços da web

O Facebook deu sequência ao seu plano de conectar o mundo todo para que todos tenham acesso a recursos como... o próprio Facebook. Hoje a empresa lançou um aplicativo da Internet.org na Tanzânia, seguindo o que já havia feito em julho na Zâmbia.

Entre outras coisas, o app permite acesso gratuito a Facebook, BBC News, Wikipédia e serviços de notícias locais, saúde, educação, classificados e cobertura esportiva.

 

O aplicativo foi lançado em parceria com a operadora Tigo, que bancará todo o tráfego - caso queira usar mais da internet, o usuário pode comprar pacotes com a empresa. Ele funciona em Android e através de um site mobile.

TechCrunch notou uma diferença curiosa entre os produtos oferecidos na Tanzânia e na Zâmbia: ao contrário da versão liberada em julho, a de hoje não conta com o buscador do Google. Uma das explicações é que, como o internauta poderia ver os resultados, mas não clicar nos links, sua experiência de navegação ficaria comprometida.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Empresa anuncia sua segunda arma de metal feita em impressora 3D

Se as armas feitas em impressoras 3D não te assustam por serem de plástico, é melhor repensar. Uma empresa chamado Solid Concepts revelou sua segunda arma de metal totalmente feita com impressão em três dimensões, com o nome Reason.

Tanto este modelo quanto o primeiro, chamado de 1911, foram feitos com um tipo de metal em pó que é derretido para dar formato à arma. Comparando o resultado final em ambos os casos, fica claro que a tecnologia da empresa, adquirida pela Stratasys, evoluiu.

 

No ano passado, Kent Firestone, vice-presidente da Solid Concepts, disse que o conceito foi feito para provar que a tecnologia de impressão em 3D com metal já está avançada ao ponto de criar um produto refinado e sofisticado como uma arma. “Se um consumidor precisar de alguma peça única de uma arma em 5 dias, nós podemos entregá-la”, afirma.

Como dito anteriormente, armas de plástico funcionais já são uma realidade, mas são pouco confiáveis e podem explodir na mão do usuário a qualquer momento. No entanto, utilizando metal a construção é muito mais sólida e segura. Na verdade, o modelo original da 1911, a primeira arma criada pela Solid Concepts já foi disparada mais de 5 mil vezes.

A arma original era vendida pela bagatela de US$ 11,9 mil, mas a empresa ainda não colocou um valor na Reason, que possui um trecho da declaração de independência dos Estados Unidos na lateral.

Via TechCrunch

fonte: http://olhardigital.uol.com.br

value1

Google mostra smartphone modular em funcionamento

O Google divulgou nesta quarta-feira, 29, um vídeo demonstrando o funcionamento de um smartphone do Projeto Ara. Para quem não conhece, o projeto tem como objetivo construir celulares com componentes modulares.

No vídeo, um engenheiro encaixa as peças e, em seguida, o smartphone é ligado. Como esperado, o sistema operacional é o Android, no entanto, não é possível saber qual versão está sendo rodada.

 

O aparelho que é exibido foi desenvolvido pela NK Labs em Boston, nos Estados Unidos e, até agora, já possui cinco componentes removíveis: LED, bateria, processador, alto-falantes e entrada USB.

Batizado de Spiral 1, o protótipo tem atualmente 50% do seu espaço ocupado pela modularidade, como explica um engenheiro no vídeo. Sendo assim, sobra pouco espaço para criar peças mais "poderosas". Seu sucessor, o Spiral 2, que já está em desenvolvimento pela Toshiba, deve receber chips customizados para minimizar a pegada.

A gigante de buscas também anunciou nesta quarta que a segunda conferência de desenvolvedores para o Projeto Ara será em janeiro de 2015, em diversas cidades do mundo. Nos eventos, o Google deve demonstrar não só o Spiral 2, mas também divulgar seus planos para 2015.

Confira abaixo o vídeo (o smartphone é demonstrado a partir de 2:25): 

Via VentureBeat

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Reclame Aqui divulga 10 celulares com mais reclamações

O Reclame Aqui divulgou nesta quarta-feira, 29, os 10 modelos de celulares mais reclamados no site. O levantamento compreende o período de 1º de outubro de 2013 a 30 de setembro de 2014.

Surpreendentemente, o Moto G, que foi revelado recentemente pela GfK como o celular mais vendido do Brasil, é também o mais reclamado no Reclame Aqui, com 11.757 mil queixas.

 

Em segundo lugar está o Galaxy S4, da Samsung, com 4.469 reclamações, seguido do Moto X, com 2.967 queixas. Além deles, smartphones da Apple, Sony e LG figuram a lista.

A Motorola é também a marca com maior índice de solução no site de reclamações, com 63,4%. Depois vem a LG, com 60,8%, seguida da Samsung, com 50,7% e por fim, da Sony, com 39,3%. A Apple obteve índice de 0% de solução, já que não responde o consumidor no serviço.

Confira abaixo o infográfico com os 10 modelos:

 

Via Catraca Livre

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Comprado por US$ 22 bilhões, WhatsApp gera prejuízo milionário

O Facebook liberou nesta terça-feira, 28, seus resultados do terceiro trimestre fiscal de 2014 e, juntamente com eles, saíram os primeiros números públicos do WhatsApp, agora que o aplicativo oficialmente faz parte do conglomerado. O app, que custou US$ 22 bilhões à empresa de Zuckerberg, perdeu US$ 140 milhões no último ano inteiro.

 

Os números do WhatsApp não são, financeiramente falando, nem um pouco animadores. Apesar de ser gigantesco e ter uma base de usuários de cerca de 600 milhões de pessoas, segundo os números mais recentes, a empresa teve receitas de apenas US$ 10 milhões nos últimos 12 meses.

É interessante observar que o WhatsApp tem um modelo de negócios que pede que seus usuários paguem US$ 1 por ano, mas mesmo assim a empresa está longe de faturar US$ 600 milhões por ano. Isso significa que muitos usuários ainda não pagam pelo uso do serviço.

No fim das contas, fica mais óbvio que o Facebook não comprou o serviço pelo lucro, mas para absorver a massa de usuários e capitalizar em cima das informações que conseguir coletar destas pessoas. Mesmo assim, conseguir o retorno deste US$ 22 bilhões será um longo caminho.

Resultados do Facebook
Nem só de WhatsApp vive o Facebook. A empresa ainda tem uma rede social altamente lucrativa e rentável, que continua crescendo em número de usuários. Os números não mentem: o lucro do terceiro trimestre de 2014 quase dobrou em relação mesmo período do ano passado, saltando de US$ 736 milhões para 1,397 bilhão.

Sobre o número de usuários, a rede social chegou a 1,35 bilhão de pessoas que acessam mensalmente o serviço, ganhando 30 milhões de usuários em relação aos números anunciados em julho, quando a rede social se mantinha com 1,32 bilhão de usuários ativos mensais. Foi um aumento de 2% nos últimos três meses, mas, em comparação com o terceiro trimestre de 2013, o salto foi de 14%, mantendo-se na média recente da empresa.

Entre outros números interessantes estão o crescimento das receitas, chegando a US$ 3,2 bilhões no trimestre, contra apenas US$ 2 bilhões no mesmo período do ano passado. Além disso, há de se ressaltar a presença forte da rede social em dispositivos móveis, com 703 milhões de pessoas acessando a rede diariamente por celulares e tablets e 1,12 bilhão entrando pelo menos uma vez por mês.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/