value1

O que é Fintech?

O que é Fintech?

Quando você precisa transferir dinheiro ou pagar contas, provavelmente recorre a bancos e instituições semelhantes, correto? Mas um tipo de empresa que une tecnologia com serviços financeiros está mudando esse cenário: as Fintechs. O Brasil é muito bem representado nesse segmento com startups como Nubank, Controly e GuiaBolso. Continue reading "O que é Fintech?"

value1

Como Adicionar Contatos no Outlook 2010

MSB001444 Ampliada
 
Que o Outlook 2010 é um dos melhores gerenciadores de e-mails do mercado, ninguém questiona. A questão é que para os principiantes neste software da Microsoft adicionar corretamente um contato em seu gerenciador de contatos pode parecer uma tarefa árdua dado o grande volume de botões exibidos em sua janela.
O correto cadastramento de contatos no Outlook proporciona aos usuários um controle completo sobre as informações não só das pessoas com quem se comunica em sua rotina de trabalho como também com as empresas com que lida, seus assistentes, faxes, telefones celulares, etc.
Assim, este artigo tem como objetivo ensinar como adicionar um novo contato no Outlook 2010.
Para começar, abra seu Outlook 2010, de maneira que será exibida sua caixa de entrada de e-mails. No canto inferior esquerdo da janela, clique em "Contatos" que fica logo abaixo de "Calendário", para que seja aberto o gerenciador de contatos do Outlook 2010.
O gerenciador de contatos então exibirá os contatos que já estão cadastrados, assim:
 
1-1
 
Caso ainda não haja nenhum contato cadastrado, o grande campo que tem fundo branco estará vazio, e não com os cartões contendo os nomes e endereços de e-mails que aparecem na imagem ilustrativa acima.
Já nesta janela, clique em "Novo Contato", que fica no canto superior esquerdo da janela, e que tem a seguinte aparência:
 
2
 
Feito isso será exibida uma janela cujo título é "Sem Título - Contato", como se vê a seguir:
 
3
 
Esta é a tela de cadastro do seu contato. Sua tarefa agora será a de preencher os campos com todas as informações que você disponibiliza a respeito da pessoa que deseja adicionar, pois quanto mais completo gerenciador de contatos, mais fácil será encontrar o cadastro da pessoa desejada em momentos que você mais precisará.
Quando você chegar no campo "Endereços" que fica no canto inferior esquerdo da janela, aparecerá uma pequena janela cujo título é "Verificar endereço". Nela, você deverá colocar os dados que estão sendo pedidos, de acordo com o que você possuir dessas informações. Após adicionadas as informações, clique em "Ok" para voltar para a janela de cadastro do usuário. Se quiser adicionar outro endereço, clique na seta para baixo no campo "Endereços" e escolha o tipo de endereço desejado: residencial, comercial, etc. Até que tenha colocado todas as informações desejadas.
A janela de cadastro do seu contato ficará mais ou menos como a que se vê abaixo:
 
5
 
Que tal adicionar uma imagem ao cadastro de seu contato no Outlook? Vamos lá! Clique duas vezes em cima da figura de uma silhueta cinza que fica na parte superior central da janela de cadastro do seu contato, para que seja exibida uma janela cujo título é "Alterar foto do contato", como se vê a seguir:
 
6
 
Nesta janela você deverá ir até alguma pasta na qual você tem armazenada em seu computador uma foto da pessoa que está sendo cadastrada. Quando escolher a foto que irá usar, clique em "Ok" e então a foto selecionada irá ser adicionada ao cadastro do seu contato.
A próxima etapa para um preenchimento mais completo dos dados do seu contato, é clicar em "Detalhes", que fica na parte superior central da barra de ferramentas do Outlook 2010, como se vê abaixo:
 
7
 
Nesta janela, portanto, adicione as informações de acordo como pedem os campos. Caso não possua essas informações, não tem problema, pois são só para enriquecer seu cadastro, e poderão ser alteradas sempre que o usuário quiser.
Após ter se assegurado de haver preenchido todos os campos com as informações necessárias, clique em "Salvar e Fechar" que fica no canto superior esquerdo da janela de cadastro do contato. O botão é assim:
 
8
 
Feito isso, seu contato estará adicionado no Outlook 2010!
Veja como ficou nosso contato de exemplo que foi cadastrado:
 
9-1
 
Abaixo você vê um exemplo de e-mail pronto para ser enviado para o contato de exemplo, a fim de que se observe que a foto do contato aparece junto na folha de e-mail, para que se tenha a certeza de que é o destinatário correto:
 
10
 
Pronto! Missão cumprida!
Agora é só você adicionar todas as pessoas que precisar em seu Outlook e assim criar uma rica carteira de contatos, e com certeza com o toque profissional típico do Microsoft Outlook 2010!
Grande abraço!

Saiba mais: http://nautilusinfo.blogspot.com/

value1

CRIANDO UM ACESSO NÃO SUPERVISIONADO COM O TEAMVIEWER

Primeiro passo: baixe o instalador no endereço abaixo:

http://www.teamviewer.com/download/TeamViewer_Setup_pt.exe

Execute o instalador e na tela inicial, selecione a opção INSTALAR e clique em SEGUINTE.

TV001


Na tela seguinte, selecione a opção PARTICULAR / NÃO COMERCIAL e clique em SEGUINTE.

TV002



ACEITE o contrato de licença e CONFIRME o uso particular e clique em SEGUINTE.

TV003



Agora selecione a opção SIM para criar um acesso não supervisionado e clique em SEGUINTE.

TV004



Em alguns segundos, o software será instalado.

TV005



Agora voce irá definir o NOME e a SENHA da máquina que será controlada. Digite as informações e clique em AVANÇAR.

TV007



Agora selecione a opção JÁ TENHO UMA CONTA TEAMVIEWER e insira as suas informações. Após clique em AVANÇAR. Caso não tenha uma conta, selecione a opção PRETENDO CRIAR UMA CONTA TEAMVIEWER e siga os passos. 

TV008



Clique em CONCLUIR e PRONTO!!! Você agora terá controle total e não supervisionado da máquina onde instalou o programa.

TV009



Agora ela aparece ONLINE na sua lista de contatos toda vez que for ligada. Basta CLICAR sobre o ícone e será conectado ao computador remoto!!!

 

 

TV010



OBS: ESSA INSTALAÇÃO DEVE SER EFETUADA NA MÁQUINA QUE SE DESEJA CONTROLAR!!!

value1

Configurando o WHMCS: configurações gerais

Eu vou ficar devendo o tutorial de upgrade (e de medidas de segurança) para o fim desta semana. Enquanto isso, vamos prosseguir com as configurações gerais do whmcs. Segundo o tutorial oficial do whmcs, esta é a primeira seção a ser configurada logo após a instalação.

Acesse o admin do seu whmcs e vá para Setup > General Settings > Aba General e mãos à obra:

Configurações Gerais

configuracoes-whmcs-geral-640x425

Company Name – Coloque o nome da sua empresa, do seu host, do seu negócio. Este nome vai no título das páginas do WHMCS por padrão.

Email address – Endereço de email que o sistema vai usar para enviar emails, como o resultado do cron, faturas, etc.

Domain – O endereço do seu site principal, não do WHMCS.

Logo URL – Endereço da imagem do logotipo da sua empresa. Por padrão, a imagem é inclusa nos emails enviados aos clientes.

Pay to text – Este texto consta nas faturas, aqui devem constar os dados da sua empresa, para o seu cliente saber a quem ele está pagando.

WHMCS System URL – Endereço da instalação do seu WHMCS.

WHMCS SSL System URL – Endereço SSL do seu WHMCS, se você não tiver, deixe em branco.

Template – Modelo de template da área do cliente que você deseja usar.

Limit activity log – Número de entradas a serem registradas (acessos de admin, registro de erros, etc) no admin.

Records to display per page – Número de registros a serem mostrados no admin do whmcs. Por exemplo, ao marcar 50, você verá a lista de clientes de 50 em 50.

Maintenance mode – Se marcado, ativa o modo de manutenção e impede que os usuários acessem a área do cliente.

Maintenance mode message – Mensagem a ser mostrada ao cliente quando estiver com o modo de manutenção ativo.

Regionalização

Indo para a aba Localization:

System Charset – Sistema de codificação de caracteres – afeta admin e área do cliente. O padrão é utf-8, mas se estiver com caracteres estranhos, tente o iso-8859-1.

Date format – Formato de data a ser adotado pelo sistema. O brasileiro é dd/mm/yyyy.

Client Date format – Caso deseje, é possível ter um formato diferente para a área do cliente.

Default country – Define o país base do sistema.

Defaut language – Idioma padrão do WHMCS – apenas da área do cliente.

Enable language menu – Se marcado, o usuário pode alterar o idioma da central do cliente usando o menu disponível.

Pedidos

Default order form template – Template padrão a ser visto pelo cliente durante a assinatura. Muda apenas o modo como os planos são mostrados e não altera o template padrão.

Enable TOS acceptance – Se marcado, o cliente deve aceitar os termos de uso antes de poder finalizar o pedido. (O cliente é forçado a marcar se aceita ou não os termos para poder prosseguir).

Terms of service URL – Endereço dos termos de uso.

Auto redirect on checkout – Para onde o cliente deve ir após a finalização do pedido:

  • Just show the order completed page – Apenas mostra a página de pedido concluído (sem redirecionamento)
  • Automatically take the user to the invoice – Redireciona o usuário para a fatura
  • Automatically forward the user to the payment gateway – Redireciona o usuário para o meio de pagamento que ele selecionou para continuar o pagamento

Allow notes on checkout – Se marcado, mostra uma campo no final do pedido para que o cliente faça observações ou solicitações.

Montly pricing breakdown – Se marcado, mostra os valores (mesmo anuais) em uma base mensal. Por exemplo: um plano mensal de 120 reais, seria mostrado como 10 reais mensais. É uma prática muito comum lá fora, mas é confuso por aqui.

Block existing domains – Impede pedidos com domínios que já existam no sistema.

No invoice email on order – Cancela o envio de faturas assim que o pedido é realizado.

Skip fraud check for existing – Cancela a verificação de fraude para clientes que já tenham pedidos ativos.

Only auto provision for existing – Marque para deixar pedidos de clientes novos para aprovação manual, ou seja, apenas clientes já existentes tem um setup automático.

Enable random usernames – Habilita nomes de usuários aleatórios, em vez do padrão que são os primeiros 8 caracteres do domínio.

Signup anniversary prorata – Se a opção prorata estiver ativada no produto, esta opção (se ativa) joga todos os vencimentos para a mesma data (dia do mês em que o cliente abriu sua conta).

Domínios

Domain registration options:

  • Allow clients to register domains with you – Permite que clientes registrem domínios com você
  • Allow clients to transfer domains to you – Permite que os clientes transfiram domínios para você
  • Allow clients to use their own domain – Permite que clientes usem domínios que já possuam

Enable renewal orders – Habilita no painel do cliente a opção de renovar o domínio antes do vencimento

Auto renew on payment – Automaticamente renova domínios já pagos – se possível junto ao registro

Default auto renewal setting – Cria faturas para domínios que estão expirando (pode ser alterado por domínio).

Allow IDN domains – Marque para permitir domínios com qualquer tipo de caracteres.

Bulk domain search – Marque para habilitar busca por domínios no formulário de pedido.

Bulk check TLDs – Selecione as extensões que podem ser "buscadas" no formulário no site. Pressione CTRL e clique nas extensões desejadas.

Email

Mail type – Tipo de envio de email. Se for usar SMTP, você deve preencher os campos necessários.

SMTP port – Porta do smtp

Smtp host – Servidor do smtp

Smtp username – Usuário do smtp (geralmente o email completo)

Smtp password – Senha do usuário do smtp

SMTP SSL type – Escolha entre Nenhum, SSL ou TLS

Global emai signature – Assinatura global, vai nos emails enviados pelo sistema.

Global email css styling – Estilo a ser adicionado aos emails.

Global email header contet – Cabeçalho de todos os emails a serem enviados. O padrão é o logotipo  que você definiu.

Global email footer content – Rodapés dos emails.

System emails FROM name – Nome que deve constar como remetente nos emails enviados pelo sistema. O normal é você usar o nome da empresa.

BCC messages – Lista de emails, separados por vírgula, que devem receber uma cópia dos emails do sistema.

Presales form destination – Para onde devem ir os emails da página de contato pré-venda? Departamento (escolha na lista) ou email (defina abaixo)?

Presales contact form email – Email para receber as mensagens da página de pré-venda.

Suporte

Support module – Qual sistema de suporte usar: o embutido no whmcs ou o Kayako?

Ticket reply list order – Listagem de tickets, mostrar do mais velho pro mais novo (Ascending) ou do mais novo pro mais velho (Descending).

Client tickets require login – Requer login do cliente para ver ticket, se marcado.

Knowledgebase suggestions – Habilita sugestões de itens da base de conhecimento quando um cliente envia um ticket.

Attachment thumbnail previews – Habilita miniaturas dos anexos de imagens nos tickets (requer biblioteca GD).

Support ticket rating – Habilita a avaliação dos tickets por parte do usuário.

Disable reply email logging – Se marcado, não registra o email da atividade de respostas de tickets. (Economiza espaço em disco)

KB SEO friendly urls – Ao marcar habilita urls amigáveis na base de conhecimento. É ncessário renomear o arquivo htaccess.txt para .htaccess na raiz do whmcs.

Allowed file attachment types – Tipo de extensões permitidas para anexos. Separe as extensões por vírgula.

Service status require login – Solicitar login de usuários que desejem ver a parte de problemas de rede?

Include product downloads – Marque para incluir arquivos para downloads de produtos na seção de downloads geral.

Faturas

Continuous invoice generation – Emissão contínua de faturas, mesmo que as anteriores não estejam pagas.

Enable PDF invoices – Envia a fatura em PDF em anexo nos emails.

Enable mass payment – Habilita pagamento em massa na central do cliente.

Clients choose gateway – Permite que o cliente escolha o meio de pagamento a cada fatura.

Group similar line items – Agrupa, na fatura, itens similares.

Disable auto credit applying – Não usar automaticamente o crédito do cliente para pagamento de faturas.

Cancellation request handling – Cancela automaticamente faturas de um produto cujo cliente solicitou encerramento.

Sequential paid invoice numbering – Marcando emite um número sequencial para faturas pagas.

Sequential invoice number format – Formato do número das faturas pagas

Next paid invoice number – Número da próxima fatura paga (só altere para gerar novamente alguma fatura)

Late fee type – Definição do tipo de multa, Percentual ou valor fixo.

Late fee amount – Valor da multa (ou porcentagem).

Accepted credit card types – Tipos de cartões aceitos (se você tiver os módulos). Não funciona com MoIP, Paypal e similares.

Issue number/Start date – Mostrar campos adicionais para pagamentos com cartão de crédito

TCPDF font family – Fonte da fatura em PDF.

Invoice # incrementation – Intervalo numérico entre as faturas. Por exemplo, um intervalo de 2, geraria faturas #2, #4, #6, etc.

Invoice Starting # – Número da próxima fatura, caso precise alterar.

Crédito

Enable/Disable – Habilita o sistema de créditos no WHMCS.

Minimum deposit – Depósito mínimo que o cliente pode fazer.

Maximum deposit – Valor máximo para depósito.

Maximum balance – Saldo máximo que o cliente pode ter em conta.

Require active order – Se marcado, é necessário que o cliente tenha um pedido ativo antes de poder adicionar crédito a sua conta.

Afiliados

Enable/Disable – Deixando a caixa selecionada você ativa o programa

Affiliate Earning Percentage – Porcentagem da comissão a ser paga sobre o valor da venda

Affiliate bonus deposit – Valor inicial a ser creditado na conta (para ser usado como incentivo)

Affiliate payout amout – Valor mínimo para saque das comissões

Affiliate Commission delay – Período de validação da conta para evitar fraudes. As comissões em período de validação aparecem no painel do afiliado como pendentes.

Affiliate Links – Código para o afiliado colar no site.

Nós falamos mais sobre o programa de afiliados em outro artigo aqui no blog.

Segurança

Captcha form protection – Define se mostramos ou não o captcha:

  • Always on – Sempre presente, mesmo para clientes logados
  • Off when logged in – Desabilitado para clientes logados
  • Always off – Remove o captcha completamente

Captcha type – Tipo de desafio de imagem: verificação de 5 caracteres ou o reCaptcha do google

Required password strength – Força da senha do cliente, de 1 a 100, zero desabilita esta opção.

Failed admin login ban time – Depois de quantos minutos banir alguém que tentar acessar o admin do whmcs por 3 vezes sem sucesso.

Disable admin password reset – Desabilita a opção de recuperação de senha no login do admin

Disable credit card storage – Não armazenar cartão de crédito do cliente

Allow customers cc delete – Permite que cliente apague o número de cartão de crédito ligado a sua conta

Disable md5 clients password – Desabilita encriptação da senha dos clientes (marcar isso, reseta todas as senhas)

Disable session ip check - Remove verificação de sessão

API ip acess restriction – Restringir o uso da API aos IPs relacionados na caixa.

Social

Twitter username – Seu login do twitter. Os seus últimos tweets substituem os anúncios da home da central do cliente.

Announcements tweets – Coloca um botão de tuitar nos anúncios

Facebook recomend – Habilita um botão de recomendar/enviar nos anúncios

Facebook comments – Coloca uma seção de comentários do facebook em cada anúncio

Google +1 - Habilita um botão do plus one nos anúncios.

Outros

Admin client display format – Como mostrar o nome do cliente:

  • Show first name/last name only – Mostra nome e sobrenome
  • Show company name if set, otherwise, first/last name – Mostra o nome da empresa, e se não tiver, o nome do cliente
  • Show full name & company – Mostra nome comleto e empresa (se tiver)

Client dropdown format – Formato do nome dos clientes na lista drop-down:

  • [First Name] [Last Name] ([Company Name]) – Nome, sobrenome, empresa
  • [Company Name] – [First Name] [Last Name] – Empresa, nome, sobrenome
  • #[Client ID] – [First Name] [Last Name] – [Company Name] – Id do cliente, nome, sobrenome e empresa

Disable full client dropdown - Remove a lista de clientes, útil quando se tem vários clientes

Default to client area – Se habilitado redireciona os clientes direto para a área do cliente na primeira visita

Locked client profile fields – Marque os campos que não deseja que o cliente altere

Client details change notify – Seja notificado por email quando um cliente alterar os próprios dados

Show cancellation link – Mostra um link para solicitar cancelamento de produtos na área do cliente

Credit on downgrade – Se marcado, credita um valor (se devido) em caso de mudança de plano com preço menor

Monthly affiliate reports – Envia relatórios mensais para afiliados

Display errors – Marcar para permitir que o php mostre eventuais erros

SQL debug mode – Registrar erros de SQL.

Dúvidas?

Bom, este foi mais uma tradução do que um tutorial. Você vai marcar tudo de acordo com o que quer para o seu site. Se tiver dúvida em relação a qualquer opção acima, poste nos comentários.

fonte: http://portaldohost.com.br

value1

Instalação do WHMCS: passo-a-passo

Então, você ouviu falar por aí que WHMCS é um dos melhores gerenciadores de hospedagem do mercado – se não o melhor – e decidiu fazer um teste? Vamos te explicar e lhe ajudar neste processo. O primeiro é a compra e a instalação, que veremos agora, e depois trataremos da configuração em posts futuros.

Pré-requisitos

Antes de sair gastando dinheiro, é bom saber se o seu servidor tem tudo que é necessário para rodar o WHMCS sem problemas.  Veja o que você tem que quer:

  • Sistema operacional: Windows ou linux;
  • PHP 5 ou mais recente;
  • MySQL 4 ou mais recente, sempre com "strict mode" habilitado;
  • Suporte a CURL, com SSL;
  • Biblioteca de imagens GD2;
  • Compatibilidade com Ioncube (alternativamente, podemos instalar os loaders para resolver isso).

Se tiver dúvidas, basta enviar um email para o seu provedor perguntando se os recursos acima estão disponíveis. Se seu provedor já oferece o WHMCS a seus clientes é muito provável que tudo isto já esteja disponível.

Licenças

O WHMCS possui 2 tipos de licenças, a mensal e a "pra vida toda". Na primeira, você fica pagando a mensalidade como em um serviço qualquer. A segunda lhe dá direito a, além da licença, um ano de atualizações e suporte (que são renováveis por mais um ano pela taxa de 44,95 dólares).

Order-Now-WHMCS-2012-02-08-15-15-59-640x291

Em todos os dois tipos é possível remover a linha Powered By WHMCS, pagando um pouco a mais – $3 na mensal e 75$ na outra.

Comprando sua licença

Se for comprar direto do fornecedor, os meios de pagamento aceitos são Paypal e cartão de crédito (internacional). Tome cuidado ao comprar WHMCS de revendores não autorizados. Sempre solicite o número de sua licença, pois ele é que define a validade do seu WHMCS.

Ao escolher a sua licença você não é obrigado a comprar os addons. Apenas clique em Add to Cart e prossiga com a sua compra. Se tiver dúvidas, comente abaixo que lhe ajudaremos pelo processo.

Download

Depois da compra, vá para a área de membros do whmcs. E clique em Services > Licenses & Services.

Overview-WHMCS-2012-02-08-15-30-44-640x159

Você verá uma lista com as licenças adquiridas por você – ativas ou não.  Selecione a linha que contém a licença com a qual deseja trabalhar e clique em details.

licenca-640x145

Ok, agora anote o número da sua licença (é a parte que está borrada na imagem abaixo). Vamos precisar deste código mais adiante quando estivermos instalando o WHMCS.

Agora prossiga para a aba Downloads para baixarmos os arquivos.

Baixe sempre o arquivo que diz algo como "latest stable release". Os arquivos que possuem o texto "incremental" são correções de versões anteriores. Clique em download e joque o arquivo compactado lá na área de trabalho.

Instalação

Existem dois jeitos de enviar o arquivo pro seu servidor: FTP e via cPanel. Eu, particularmente, prefiro via cPanel, pois me economiza tempo (mas vamos fazer via FTP). Você pode enviar o whmcs para qualquer pasta ou subdomínio que desejar.

Upload

Descompacte o arquivo baixado no seu desktop. O resultado são 2 arquivos (Readme e EULA) e uma pasta chamada WHMCS. Renomeie o arquivo configuration.php.new – dentro da pasta whmcs – para configuration.php.

Você deve enviar o conteúdo desta pasta para o seu servidor. No nosso caso, vamos enviar o CONTEÚDO da pasta whmcs para dentro da pasta CLIENTES.

OBS: Deste modo, o endereço do nosso whmcs (para o cliente), fica como www.site.com.br/clientes.

OBS 2: Para enviar via cPanel, use o gerenciador de arquivos, faça upload do arquivo compactado, descompacte o arquivo (botão direito em cima do arquivo > extrair), depois mova e renomeie a pasta whmcs conforme desejar e não esqueça de renomear o configuration.php.new para configuration.php.

Banco de dados

Agora, você tem que criar um banco de dados em seu painel de controle. Isso vai depender do painel de controle que você está usando. Mas, em geral, você precisa criar um usuário e senha de MySQL e depois criar um banco. É importante lembrar de dar permissões

No cpanel, você deve abrir a página de bancos de dados MySQL e criar um banco de dados:

Preencha a parte de Adicionar novo usuário e clique em criar usuário e em seguida adicione o usuário criado ao banco de dados que você já fez.

 

Instalação

Depois do upload, acesse www.seusite.com/SEU-WHMCS/install/install.php e clique em I Agree.

Se tudo der certo, clique em continue.

Agora insira as informações necessárias:

E a última parte é informar os seus dados de admin do sistema e clicar em complete setup:

E acabou!

Remova a pasta install da instalação do seu whmcs e pronto. Se tiver dúvidas, comente abaixo. Na próxima, daremos início a parte de configurações.

fonte: 

value1

Como configurar o Windows Media Encoder para transmissões ao vivo.

No Windows Media Encoder, clique em File e New:

img1

 

2. Criar sessão de streaming "Broadcast a Live Event"

3. Device options
-escolher dispositivo de vídeo: placa de captura, porta USB ou FireWire
específica (necessita driver), webcam, ou software de captura de desktop;
- escolher dispositivo de áudio: placa de som (configurar qual entrada - 
microfone, linha, CD, USB audio), placa externa de captura de áudio, porta
USB ou FireWire específica (necessita driver);

4. Broadcast Method
- Push to a Windows Media Server ("empurrar" ou enviar para o servidor)

5. Server and Publising Point (pp)
- Preencha as informações de Server Name e Publishing Point com os 
dados fornecidos pela Maxihost.

6. Encoding Options
- Vídeo: Multiple bit rates video (cbr)
- Áudio: Multiple bit rates áudio (cbr)
- Bit Rate: Desmarque a opção default de 209Kbps e marque a taxa mais 
adequada a sua transmissão.
- Para transmissões padrão para Internet em formato 240x180 escolha
a taxa de 109Kbps. Esta taxa de compressão representa a melhor relação
velocidade-qualidade para usuários de banda larga.
- Caso a transmissão seja destinada a usuários de acesso discado escolha 
taxas de compressão de 28Kbps a 56Kbps
- Caso seja de interesse que o usuário conectado tenha opção de escolher
entre taxas de download variáveis selecione mais de uma opção de taxa
(ex: 56Kbps e 109Kbps)

7. Archive file - escolha esta opção caso queira salvar uma cópia em seu
computador, de toda a transmissão desta sessão
- Archive a copy of the broadcast to file: - escolha a localização e nome
do arquivo.

8. Include Video Files - você pode incluir vídeos que contenham
mensagens de bem-vindo, intervalo e despedida na sua sessão de
broadcast:
- escolha "Yes" e clique em "Avançar"

9. Video File Selection - escolha a localização dos arquivos a serem
incluídos na sessão:
- Bem vindo
- Intervalo
- Despedida

10. Display Information - Especifique a informação sobre o conteúdo a ser
transmitido. Esta informação será exibida na barra de status do Windows
Media Player durante a execução da transmissão.
- Título
- Autor
- Direitos
- Censura
- Descrição

11. Marque a opção "Begin broadcasting when I click Finish" depois clique
em "Concluir"

12. O Windows Media Encoder deve processar toda a informação e após
alguns instantes libera uma nova caixa de diálogo.

13. Broadcast Password - Quando a nova caixa de diálogo aparecer, esta
deve perguntar o login de acesso ao servidor de mídia:
- Coloque as informações de login e senha fornecidas pela Maxihost.

14. O Windows Media Encoder deve fornecer um aviso dizendo que é
impossível detectar o tipo de publishing point. Clique em "OK"
- Se desejar, marque a opção "Don't show me this again". Esse aviso não
será mais mostrado.

15. Neste momento você terá todas as condições necessárias para 
transmitir o conteúdo originários dos dispositivos escolhidos no início da 
configuração da sessão.
- Você pode visualizar:
- Preview: tamanho da tela a ser exibida para o usuário conectado
- Display: both (preview de entrada e saída do conteúdo a ser transmitido)
- Input: descrição de onde está vindo os sinais de áudio e vídeo
- Encoding: descrição de que método e em que taxa está sendo codificado
o conteúdo
- Output: descrição do endereço de arquivamento e acesso via Internet
- Progress: tempo decorrido da transmissão, tempo restante e
porcentagemcompletada
- System: Estatísticas dos recursos consumidos para a transmissão
- Inicie a captação de áudio e vídeo - execute o áudio, acione play no 
aparelho escolhido ou inicie a gravação de sua câmera.
Durante a transmissão verifique:
- Led de áudio: se a entrada de áudio oscila o sinal áudio está entrando 
corretamente mesmo que você não ouça (por falta de caixas ou fones de
ouvido).
- Sources: neste painel estão todas as suas fontes de conteúdo: as
entradas que você configurou (áudio/vídeo) e os vídeos opcionais de
"bem-vindo", "intervalo" e "despedida".

Note a barra horizontal, enquanto ela estiver se movendo, indica que 
encoder está transmitindo o sinal.

value1

Criando sua primeira conta de hospedagem no seu painel de revenda WHM


O Web Host Manager é o painel de controle usado na administração do seu plano de revenda. Através dele, é possível criar planos de hospedagem, adicionar, remover, bloquear e desbloquear um domínio. Pode-se, inclusive, alterar sua senha e verificar o tráfego gerado.Este tutorial destina-se usuários iniciantes, que estão com dificuldades para criar sua primeira conta no WHM. 1º Passo – Acessando o WHM (Após liberada a sua revenda, nosso sistema enviará para seu e-mail os dados de acesso a sua revenda) Após acessar o WHM e ter informado seu usuário e senha de revendedor, você estará na página que mostra a figura abaixo:

 Redução da imagem: 75% do seu tamanho original [ 1274 x 744 ]

2º Passo, antes de criar as contas de seus clientes, é definir os seus planos de hospedagem.

O que é um plano de hospedagem?
São as caracteristicas que o seu cliente contratou. Espaço em Disco, Transferência Mensal, Quantidade de Contas de E-mail, Quantidade de Banco de Dados, Quantidade de Sub-Dominios, enfim… Todas as categorias do plano.
Vamos ao exemplo prático:
Você disponibiliza em seu site 3 planos de hospedagem.
Digamos que eles são chamados de: Básico, Intermediário e Avançado.
Vamos supor que:
O Básico tem 100 MB em Disco. 1000 MB de transferência. 50 contas de emails.
O Intermediário tem 300 MB em disco. 3000 MB de transfêrencia. 200 contas de emails.
O Avançado tem 500 MB em disco. 5000 MB de transferencia. Ilimitadas contas de email.
Você precisa cadastrar todos os seus planos de hospedagem no WHM.

2.1 Passo – Cadastrando seus Planos de Hospedagem
Clique no Link Add Package. Aparecerá uma tela igual a figura abaixo:

Dara o Nome ao Plano e personalizara seu plano como desejar

Escolha se a conta poderá utilizar as extensões FrontPage, se terá acesso CGI, qual o painel utilizará e qual o idioma:

[*]Personalize estas opções como desejar.

Basta clicar em “Add” e o plano será criado.

Repita esse procedimento até cadastrar todos os planos que você possui disponível para seus clientes.

3º Passo – Criando sua primeira conta
Clique no Link Create a New Account. Aparecerá uma tela igual a figura abaixo:

Preencha os campos conforme as dicas abaixo (Todos os campos abaixo são obrigatórios):

Domain: Informe o endereço do site a ser criado a conta, sem o www
UserName: Defina um usuário. Máximo 8 caracteres (O sistema cria automaticamente se desejar).
Password: Defina a senha de acesso. (podera gerar um senha segura clicando em generate password)
E-mail: Coloque o e-mail de seu cliente, para este receber uma copia dos dados.
[*]Utilize a dica de senha do cPanel, são geradas senhas altamente seguras.

Escolha um dos planos que você já criou anteriormente:

Guarde em local seguro as informações que você definiu e repasse a seu cliente.

Dúvidas Comuns
Quais os DNS devo repassar ao meu cliente?
R: Todo revendedor WebiNhost possui DNS próprio.
Por exemplo: Se o seu site for: www.revendedorxxx.com.br os seus DNS serão ( necessária solicitação prévia):
ns1.revendedorxxx.com.br
ns2.revendedorxxx.com.br
Onde será utilizada o usuário e senha que informei na página Create a New Account?
R: O login e senha que você informou, será utilizada pelo seu cliente para conectar via FTP, ou acessar o cPanel.

value1

Emails com mais espaço powered by GOOGLE

google-apps-graphic

 

Principais vantagens de usar a tecnologia Google APPS em seu plano de hospedagem.

 

1. Não toma espaço do plano de hospedagem da W3B pois os emails serão hospedados no google
2. AntiSpam avançado com algorítimo do google
3. Acesso POP3 e SMTP utilizando servidores do google
4. Webmail em Ajax, rápido e eficiente
5. Página de login personalizada com o logo de sua empresa
6. POP e SMTP via outlook/outros ou webmail
7. É grátis

Visão geral sobre o Gmail
Gmail é um serviço do google que disponibiliza contas gratuitas de email com uma interface web 2.0 e quase 7GB de espaço para armazenar as mensagens.

Gmail no seu domínio
Agora você já pode utilizar o gmail com seu próprio domínio. Este tutorial lhe ensinará como configurar o gmail para um domínio hospedado na W3B. Fazendo isto, todo tráfego de e-mail será gerenciado pelo google. Este serviço é gratuito!

Mãos a obra: passo a passo
Note que para cada domínio você deve realizar estes passos

Passo 1 – crie uma conta google: se você já tem uma conta google, pule para o passo 2. Se você ainda não tem uma conta google, crie gratuitamente utilizando este link:https://www.google.com/accounts/NewAccount?continue=https://www.google.com/a/interestForm

Passo 2 – fazer login: efetue login com sua conta google neste link:https://www.google.com/accounts/Login?continue=https%3A%2F%2Fwww.google.com%2Fa%2FinterestForm

Passo 3 – cadastro: você será encaminhado para uma página solicitando dados sobre sua organização. Digite os dados de sua organização, informando nome, domínio, número de contas de email necessárias. Responda Sim para “A sua organização disponibiliza contas de e-mail?”. Responda “Exim” para “Em caso afirmativo, qual o sistema de e-mail da sua organização?”, como mostra a imagem.

Passo 4 – criando uma conta de administrador: se tudo deu certo, o google agora irá solicitar que você crie uma conta para administrar o gmail para este domínio. Ou seja, uma conta gerente que ficará responsável por criar emails, deletar emails, alterar senhas, etc. No nosso exemplo utilizamos o loginadmin@seudominio.com.br

Passo 5 – adicionando o serviço: pronto! Sua conta de administrador foi criada. Clique em “Adicionar serviços selecionados”

Passo 6 – criando as contas de email: agora você deve criar as contas de email. Note que as contas de email que você criou na W3B agora não serão mais utilizadas. Ou seja, você pode deletar todas as contas de email no nosso servidor e criá-las no gmail. Clique em “Criar nova conta”. Defina o login e senha e pronto, conta criada! No nosso exemplo, a URL para acessar o webmail éhttps://www.google.com/a/seudominio.com.br/

Passo 7 – alterar MX: é necessário alterar a entrada de DNS MX do seu domínio. Isto é necessário para que nosso servidor informe que o google é o gerenciador de emails para seu domínio. Se isto não for feito então de nada servirá os passos anteriores. Acesse o seu cPanel e escolha a opção Entrada MX (EM E-MAILS) e altere a entrada MX para ASPMX.L.GOOGLE.COM. (sim, mantenha o ponto no final) – Após alterar, clique em save

Passo 8 – alterar servidor pop e SMTP: se você utiliza POP/SMTP(outlook, etc), então deve alterar o endereço para que receba e envie as mensagens utilizando o servidor do google. Servidor POP: pop.gmail.com Servidor SMTP: smtp.gmail.com Note que deve permanecer marcada a opção de autenticar o SMTP

Passo 9 – fim: pronto! Agora você usufruir de todos os recursos oferecidos pelo gmail para seu domínio. Observações importantes: 1. Você deve recriar as contas de email. O link para administrar as contas éhttps://www.google.com/a/seudominio.com.br/ (onde seudominio.com.br é o domínio que utilizou no cadastro). O login e senha foram criados por você no passo 4 2. Para fazer efeito você deve alterar o MX de acordo com o passo 7. Após alterar o MX pode levar até 48h no máximo para produzir efeito. Ou seja, durante este tempo algumas mensagens podem ainda chegar no servidor W3B e serem armazenadas lá.

Realizando Full Backup no cPanel

Os usuários de sites com Cpanels podem realizar diversos tipos de backups através da interface deste sistema. Veja como prosseguir para cada uma delas:

Primeiramente, logue-se em seu painel usando o endereço www.seusite.com.br/cpanel ou outro endereço de acesso disponibilizado pelo seu serviço de hospedagem.

Uma vez logado, procure a opção Backup:

A área de Backups se divide nas seguintes opções:
01 – Full Backup
02 – Home Directory
03 – Download a MySQL Database Backup
04 – Download Email Domain Forwarder or Filter Backup
05 – Restore a Home Directory Backup
06 – Restore a MySQL Database
07 – Restore an Email Domain Forwarder/Filter

Vamos mostrar como estas opções funcionam:
01 – FULL BACKUP

Clicando no link Generate/Download a Full Backup, o Cpanel irá gerar um Backup completo de tudo que houver em sua conta, incluindo arquivos, banco de dados, configurações de em mails, logs de acesso, etc. Enfim, o site inteiro será compactado em um único arquivo “.tar.gz” e poderá ser alocado em partes específicas de sua conta para ser baixado ou transferido integralmente pra outro servidor. A opção padrão Home Directory faz com que o arquivo fique na raíz da sua conta, acima da pasta “public_html”.

Backup Destination: Informa onde o backup será gerado.
Email Address: Envia um email para o endereço especificado, quando o backup estiver completo e puder ser baixado ou transferido. Geralmente não leva mais que alguns minutos.

ATENÇÃO – Todas as opções abaixo só precisam ser configuradas em caso de acesso ao arquivo de backup via FTP remoto. Caso tenha decidido utilizar a opção de transferência de arquivos para outro servidor (Remote FTP server), as configurações são:
Remote Server (FTP/SCP only): “IP do seu novo servidor”
Remote User (FTP/SCP only): “seu login no novo servidor”
Remote Password (FTP/SCP only): “sua senha no novo servidor”
Port (FTP/SCP only): Número da porta, geralmente “21″
Remote Dir (FTP/SCP only): Diretório configurado para sua nova conta, geralmente “/home”.

Lembrando que caso tenha escolhido simplesmente gerar o backup na pasta Home Directory (opção padrão), este arquivo não será acessado pelos navegadores web (browsers), pois estes programas só enxergam o conteúdo de “public_html”. A saída neste caso é baixar o arquivo para seu computador, usando um programa comum de FTP. Escolhida sua opção, clique em Generate Backup.
02 – HOME DIRECTORY

Clicando no link Download a home directory Backup, todo o conteúdo de sua pasta “public_html” será baixado. Lembrando que neste caso, apenas os arquivos comuns do seu site estarão presentes, nada de Banco de Dados ou outras configurações.
03 – DOWNLOAD A MYSQL DATABASE BACKUP

Abaixo desta opção estará sendo exibida a lista de seus Bancos de Dados atuais. Basta clicar em um deles para iniciar o backup.
04 – DOWNLOAD EMAIL DOMAIN FORWARDER OR FILTER BACKUP

Aqui temos duas opções:
Aliases – Inicia o download de suas contas de email.
Filters – Inicia o downoload de suas configurações de filtros para email.
05 – RESTORE A HOME DIRECTORY BACKUP

Se você criou um backup da opção “home directory”, aqui é possível restaura-la.

06 – RESTORE A MYSQL DATABASE

Mesma regra da opção acima, só que para os Banco de Dados.
07 – RESTORE AN EMAIL DOMAIN FORWARDER/FILTER

Por último, a opção de se restaurar backups das configurações de emails.