value1

Smartfone não é um iPhone, Nexus ou Pixel, então ele é inseguro.

Smartfone não é um iPhone, Nexus ou Pixel, então ele é inseguro.

Nâo faltam exemplos de falhas de segurança em smartphones que possibilitam que os dispositivos sejam controlados por terceiros. Mas de acordo com Chris Soghoian, tecnólogo da União de Liberdades Civis dos Estados Unidos (ACLU na sigla em inglês), esse problema é ainda maior do que nos damos conta. Continue reading "Smartfone não é um iPhone, Nexus ou Pixel, então ele é inseguro."

value1

Falha no Linux expõe usuários de Android

Falha no Linux expõe usuários de Android

Um grupo de pesquisadores encontrou uma falha no kernel do Linux, que deixa expostas as informações de mais de 1,4 bilhões pessoas. O bug afeta diretamente todas as versões do Android a partir da 4.4 (KitKat), incluindo até mesmo a versão mais nova do sistema, a 7.0 (Nougat). A brecha foi descrita como “severidade média” por ser difícil de explorar, mas perigosa para ataques direcionados. Continue reading "Falha no Linux expõe usuários de Android"

value1

Os 10 apps que 'matam' a bateria do seu Android

Uma pesquisa realizada pela empresa de segurança AVG com um milhão de usuários aleatórios do Android levantou os 10 aplicativos que consomem mais bateria nos dispositivos com o sistema operacional. Confira abaixo os programas que, segundo o estudo, drenam o poder do seu celular ou tablet:

 

1. AllShareCast Dongle S/W (Samsung)

App desenvolvido para ajudar o usuário a compartilhar imagens e vídeos em telas e projetores

2. ChatON Voice & Video Chat (Samsung)

App oficial de chat da Samsung

3. Beaming Service for Beep'n'Go (Mobeam)

App que funciona como um leitor de códigos de barras

4. magicApp: Free Calls (magiclack VocalTec)

App para realizar chamadas gratuitas entre usuários

5. Samsung WatchON Tablets

App para assistir a programas e séries no tablet

6. Facebook

7. Path

Rede social exclusiva para usuários do Android 

8. PPS for Mobile

App que ajuda a criar apresentações e montagens

9. Vault-Hide SMS Pics & Videos

App que protege mensagens, vídeos e fotos quando o dispositivo está em outras mãos

10. Al-Moazin Lite Prayer Times

App que indica os horários sagrados de oração dos muçulmanos

Três dos 10 apps presentes na lista já vêm instalados nos dispositivos Samsung. Aplicativos que são atualizados em tempo real, como os de notícias, também consomem grande quantidade de bateria.

Para garantir que o dispositivo tenha energia até o final do dia, a AVG sugere desativar as notificações de aplicativos, determinar um intervalo maior de atualizações e limitar a quantidade de dados que cada app consome quando não está em uso.

 Via CNet

value1

Conheça o novo menu de configurações rápidas do Android Lollipop

As configurações rápidas do Android Lollipop são uma grande melhoria em relação ao anterior KitKat, colocando funções essenciais a apenas alguns toques na tela.

A novidade também tem um ótimo visual, mantendo o esforço geral do Google para manter o bom funcionamento e o visual atraente dos seus produtos com o chamado Material Design.

 

O menu do configurações rápidas do Android 5.0 é uma grande melhoria em relação à grade estática das versões anteriores, fornecendo informações melhores e ferramentas mais úteis para que você não precisa acessar o menu completo de configurações.

Mesmo movimento, novas opções

Um movimento de deslizar com um dedo para baixo ainda traz notificações, mas agora há uma barra de acesso rápido que fica no topo da tela, exibindo data, hora, e links para outras configurações.

Toque na barra novamente, ou deslize o dedo uma segunda vez, para ter acesso ao menu completo de configurações. A partir de lá, você pode ajustar o brilho, ou habilitar/desabilitar Wi-Fi, Bluetooth, Modo Avião, “jogar” sua tela para um Chromecast ou Nexus Player, ligar o flash do aparelho, ou mudar de contas. É isso mesmo, as contas com multi-usuários chegaram aos aparelhos com Lollipops.

A chave de Rotação Automática (Auto-Rotate) também faz seu caminho a partir dos tablets. Habilite-a, e os apps que mudam a orientação da tela quando você vira o aparelho vão fazer isso. A maioria dos smartphones, ao contrário dos tablets, mantém a tela inicial no modo retrato.

Você também pode pular diretamente para essa visualização de configurações com um movimento de deslizar com dois dedos a partir do topo, como você faria no KitKat. No entanto, se pensarmos no tamanho de aparelhos como o Nexus 6 e outros, é bom poder precisar de apenas um dígito.

Apesar de algumas das ações serem simples e diretas, existem alguns truques que é preciso saber. Por exemplo, toque no indicador de sinal celular (o botão com o nome da sua operadora), e você terá uma leitura da quantidade de dados de rede já utilizados. Ou toque no ícone de perfil do Google para trocar os usuários ou entrar no modo de convidados (perfeito para mudar o perfil de uma criança, por exemplo).

A nova barra de brilho é um pouco irritante à primeira vista, porque quando você a desliza o menu de configurações desaparece. A ideia aqui é te dar uma imagem melhor de como a tela toda está uma vez que tiver a tiver deixado mais clara ou escura. Demora um tempinho para se acostumar com ela, mas é uma boa melhoria que vai te ajudar a selecionar o nível exato.

Toque no ícone de bateria, e você é levado diretamente para as configurações de Bateria. Você recebe uma tabela útil que detalha o histórico do seu uso e identifica os principais culpados por “sugar” a sua bateria. É bastante parecido com o funcionamento da versão anterior, mas mais fácil aos olhos do usuário com a nova estética do design. E ao conectar o aparelho, você agora recebe uma estimativa de quanto tempo ainda resta antes de seu celular ser totalmente recarregado.

Um menu de configurações mais amigável

Tocar no  pequeno ícone de engrenagem no alto da tela te leva para a seção de configurações, que recebeu algumas melhorias no seu layout, colocando na frente aqueles itens que o Google acredita serem os mais importantes. Para combinar com o restante do sistema, o fundo agora é branco, trazendo menus maiores e o esquema de cores da nova versão para texto e os principais ícones. 

O uso de dados fica centralizado na parte da frente, já que é normalmente algo que você quer monitorar, a não ser que tenha um plano ilimitado. Assim como no KitKat, você pode classificar e configurar um aviso para quando atingir um limite específico de dados. As chaves para desabilitar os dados celulares e acionar o gerenciador de dados agora também estão fáceis de serem acessadas, logo no topo.

Melhorias como essas são parte do que torna o Lollilop uma versão menos intimidadora do Android. Os principais recursos ainda estão lá para os mais aficionados pelo sistema, mas o design todo traz uma atenção aos detalhes parecida com a Apple. 

Esse tipo de coisa prova como o design do Android atingiu o seu próprio nível de elegância distinta.

fonte: http://idgnow.com.br

value1

Android Hacker’s Handbook

Tenho grande satisfação em publicar esse livro, posso considerar como um grande guia de prevenção e pesquisa de ataques em Android OS. Sabemos que o Android é o sistema operacional para smartphones mais usado do mundo e muitos pesquisadores dedicam sua especialização em cima desse ambiente, então alguns desses especialistas escreveram esse guia para analisar, explorar e trazer ferramentas que explorem o máximo esse sistema que é mais maravilhoso que você imagina.

 

É complicado dizer todas as coisas boas que esse livro, mas em partes ele traz toda a arquitetura do android explicando e também traz testes de fuzz, por exemplo. Traz especificações técnicas bem legais, nele você encontrará um pouco de tudo.

  • Become familiar with security happy wheels implementation details, as well as complexities introduced by the open nature of the Android OS
  • Avoid common security pitfalls and stay ahead of the latest smartphone hacking strategies
  • Review the various types of attacks that have been successful against the Android OS
  • Explore rooting and gain an understanding of the partition layout, boot process
  • Understand the complex nature of the Android ecosystem, including the impact of various hardware vendors and software developers

O preço é acessível e free shipping, você pode adquirir na própria amazon, deixarei o link para download do mesmo, mas ainda indico a compra de todos esses livros que coloco aqui para download, pois além de ser mais acessível é uma forma de ajudar o autor a continuar seus projetos.

http://www.amazon.com/Android-Hackers-Handbook-Joshua-Drake/dp/111860864X

Download Android Hacker’s Handbook

fonte: http://securityattack.com.br/

value1

Donos de celulares com Android podem comandar câmera pela voz

O Google revelou uma nova funcionalidade para o seu app de buscas no Android. A ferramenta de reconhecimento de voz agora é capaz de reconhecer comandos para abrir a câmera para tirar fotos ou fazer vídeos.

Agora o app responde aos comandos de voz “take a photo” e “record a video”, que mostram a opção de abrir a câmera já no modo certo. O comando pode ser ativado após o usuário falar “Ok, Google”, quando o aplicativo começa a escutar o que a pessoa fala.

A função não deve ser disponibilizada para os brasileiros, já que o recurso de reconhecimento de voz do Google Now em português é bem mais restrito.

O Google aparenta querer mostrar do que é capaz o Android Wear, o sistema operacional para relógios de pulso inteligente, que deve ter funcionalidades parecidas com voz. A ferramenta também é parecida com o que o Google Glass é capaz de fazer, com os comandos “Ok, Glass, take a Picture” ou “Ok, Glass, Record a video”.

No entanto, resta saber se é de fato prático usar o recurso. Isso porque ele requer o desbloqueio da tela do aparelho e mais uma série de comandos para realizar uma tarefa simples. Enquanto isso, no modo tradicional, basta pressionar o ícone de câmera na tela de bloqueio do Android.

value1

O futuro dos smartwatches chegou: Google anuncia o Android Wear

Após uma série de rumores nos últimos meses, o Google finalmente anunciou sua entrada no mercado de relógios inteligentes. A empresa acabou de revelar na tarde desta terça-feira (18) o Android Wear, uma versão do sistema operacional presente em tablets e smartphones feita especialmente para smartwatches. As informações são do blog oficial da companhia.

 

Em um vídeo conceito do produto, é possível notar que o principal recurso da plataforma é um assistente de voz semelhante ao Google Now. De acordo com a corporação, com apenas um comando ("Ok, Google") o usuário pode buscar pelas informações que ele mais precisa naquele momento, como visualizar suas últimas atualizações nos aplicativos de redes sociais, conversar com os amigos por outros apps de mensagens, acessar notícias, ferramentas de fotografia e outras notificações.

O software também tem um foco especial na área da saúde, sendo capaz de monitorar atividades físicas e integrar apps dessa categoria ao próprio relógio. Além disso, a plataforma pode fazer ligações, enviar mensagens de textos e fazer reservas em restaurantes. O gadget ainda conta com funções de alarme, tocador de música, permite controlar outros dispositivos, como smartphones, e até dar comandos para TVs (como iniciar um filme, por exemplo).

Veja abaixo o primeiro vídeo conceito divulgado pelo Google:

{media load=media,id=321,width=200,align=left,display=inline}

Segundo o Google, desenvolvedores interessados em trabalhar com o sistema operacional podem acessar a Developer Preview, uma página dedicada para que os profissionais adaptem seus aplicativos ao software. Há alguns dias a companhia havia revelado que disponibilizará, na semana que vem, um kit de desenvolvimento de software (SDK, na sigla em inglês) para Android voltado aos dispositivos vestiveis.

O Google ainda afirma que o Android Wear terá uma estratégia parecida com a dos produtos da linha Nexus, ou seja, vai funcionar como um software que será equipado em aparelhos fabricados por terceiros. Entre as empresas confirmadas estão a HTC, LG, Motorola e Samsung. Os chips, por sua vez, serão produzidos por parceiros como Broadcom, Imagination, Intel, Mediatek e Qualcomm. Já o design ficará por conta da companhia de moda Fossil Group.

Os primeiros modelos com o Android Wear serão lançados no final de 2014. Não foram divulgadas datas exatas para o lançamento, mas a expectativa é que os primeiros dispositivos com o novo sistema operacional sejam apresentados no Google I/O, a conferência do Google voltada para desenvolvedores que acontecerá em junho.

{media load=media,id=322,width=200,align=left,display=inline}

Matéria completa: http://canaltech.com.br/