value1

Google corta preços de armazenamento extra no Google Drive

O Google anunciou nesta quinta-feira, 13, uma nova estratégia agressiva de preços para o Google Drive, seu serviço de armazenamento de arquivos em nuvem. A empresa cortou radicalmente os valores, permitindo que os usuários paguem US$ 2 por mês por 100 GB de armazenamento, ou US$ 10 mensais para 1 TB de espaço online.

Antes, a opção de 100 GB custava US$ 5, enquanto a alternativa de 1 TB caiu de forma vertiginosa, já que custava US$ 50. A empresa continua oferecendo 15 GB gratuitos no serviço para quem  não precisa de mais espaço, ou para quem não quer gastar a mais com isso.

O corte de preço é agressivo e coloca muita pressão sobre os concorrentes na área, como o OneDrive, da Microsoft, e o Dropbox.

No caso do Dropbox, há muitas limitações no plano gratuito; já o plano pago mais simples custa US$ 10 ao mês por apenas 100 GB de armazenamento. O OneDrive, por sua vez, se sai um pouco melhor, com o mesmo plano de 100 GB custando apenas US$ 7,50 mensais, mas ainda não chega perto dos US$ 2 do Google.

As mudanças de preço do Google Drive passam a valer imediatamente. Para conferir todos os planos, basta clicar aqui.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Google tem surpresas: Docs mais colorido e novo programa Web Designer

google-apps-editores-docs-sheets-slides-texto-tabelas-apresentacoes-novo-design-layout-div1-300x185A Google lançou algumas atualizações e novidades no início deste semana. Em primeiro lugar está a nova versão colorida do Google Docs, com editores de texto, tabelas e apresentações renovadas.

 

O programa, disponível na versão online, está mais limpo e moderno e tem um cabeçalho mais fácil de editar. No geral, a avaliação é bastante positiva.

Além disso, segundo o site 9to5Google, a empresa aproveitou a mesma altura para apresentar ainda a sua nova ferramenta de web design, que permite aos profissionais criarem sites em HTML5 com toda a comodidade e ferramentas necessárias.

O programa chama-se Web Designer e vem “equipado” com este novo tipo de código, que deverá substituir o uso do Flash nos próximos dois anos. Entre as funcionalidades do novo Web Designer, a Google destaca a possibilidade de criar animações. É ainda possível editar o código e ver as mudanças a acontecer em tempo real.

Além destas duas novidades, a companhia disponibilizou ainda no início da semana o update da app Analytics, que analisa dados de tráfego virtual relativamente a aplicações e páginas da web.

fonte: http://www.tecnologia.com.pt/

value1

Google lança app gratuito para edição de arquivos do Office

driveQuem precisa editar documentos do Office, da Microsoft, pelo smartphone ou pelo tablet não precisa mais pagar por um aplicativo que faça isso, pois o Google acaba de lançar uma alternativa gratuita, o novo Quickoffice.

 

Com este app você poderá criar, ler e editar arquivos do Word, do Excel e do PowerPoint. Também é possível abrir PDF e criar pastas compactadas em ZIP. O produto ainda é compatível com o Drive, então dá para abrir documentos de lá ou então usar o Drive para salvar algo que você tenha criado com o Quickoffice.

"E já que estamos falando de coisas grátis, se fizer o login na sua Conta do Google no novo aplicativo do Quickoffice para Android ou iOS antes de 26 de setembro de 2013, você ganha 10 GB adicionais de armazenamento do Google Drive por dois anos", anunciou Alan Warren, vice-presidente de Engenharia do Google.

Com este lançamento, a empresa desativará as versões antigas do app, e isso afetará quem usa Quickoffice Pro e Quickoffice Pro HD. Clientes do Quickoffice for Google Apps for Business serão notificados para fazer a atualização.

Se quiser baixar para Android, clique aqui. Para iOS, aqui.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

value1

Como Enviar Arquivos para o Google Docs

google docs logoUma das queixas dos usuários do Microsoft Office Web App é a incompatibilidade com formatos abertos de aquivos, bem como a ausência de suporte para a abertura de arquivos no formato PDF. Além disso, no serviço da Microsoft para quem possui Windows Live ID ou a suite Microsoft Office 2010, não estão disponíveis ferramentas de criação e edição de bancos de dados, formulários ou desenhos.
Estas limitações não são encontradas no Google Docs, o pacote de aplicativos online da Google! Pelo contrário, a suite é compatível com programas como programas tais como o OpenOffice.org/BrOffice.orgKOffice e mesmo o Microsoft Office.
Para se ter uma noção da vasta compatibilidade do Google Docs, segue abaixo uma relação das extensões de arquivos que podem ser abertas nele:
 
  • *.doc e *.docx (Microsoft Word);
  • *.xls e *.xlsx (Microsoft Excel);
  • *.ppt e *.pptx (Microsoft Powerpoint);
  • *.odt e *.ods (OpenDocument Format, utilizado pelo OpenOffice/BrOffice);
  • *.pdf (Acrobat Reader/Adobe Reader);
  • *.ai (Adobe Illustrator);
  • *.psd (Photoshop);
  • *.dxf (Autodesk AutoCad);
  • *.eps (PostScript);
  • *.jpg (fotos);
  • *.zip e *.rar (Winzip e Winrar - ou seja, arquivos compactados).


Este artigo é o primeiro de uma série de artigos sobre o Google Docs, nos quais iremos tratar sobre o potencial deste serviço online da Google, de maneira prática, partindo de funções simples a mais complexas.
Para começar, iremos enviar arquivos o Google Docs.
Os leitores podem perguntar: "Não seria melhor primeiramente aprender a criar um novo documento de texto, planilha ou apresentação de slides no Google Docs?". Nossa resposta é: preferimos dar proveito para arquivos que os usuários já possuam salvos em seus computadores, neste primeiro momento. Nos artigos posteriores lidaremos com a criação e edição de arquivos. Por enquanto, vamos criar pastas no disco virtual do Google Docs para levar a elas arquivos com os quais já lidamos no dia a dia, e que até então se encontram armazenados somente localmente (em nosso computador).
Para começarmos, precisaremos acessar a página do Google Docs, e realizar login com nossa conta do Google. Para facilitar, https://docs.google.com/&ltmpl=homepage" target="_blank" style="text-decoration: initial; color: rgb(102, 102, 102);">clique aqui para acessar a página do Google Docs. Quem não tem uma conta do Google, poderá criar uma, ao clicar em "Inscreva-se", que se encontra no canto superior direito da página, como se vê na figura abaixo:

1
Clique na imagem para ampliar

Após realizado login, o usuário é direcionado para a página inicial do Google Docs. Ela sempre exibirá uma lista completa de todos os arquivos que já foram enviados para o Docs, incluindo pastas e subpastas que tenham sido criadas. Os usuários iniciantes neste serviço provavelmente se depararão com uma página simples, cujo centro é vazio, e tudo com o que se pode operar sejam os itens que se encontram na coluna da esquerda: "Página inicial""Com estrela""Pertence a mim""Todos os itens""Lixeira""Minhas coleções" e "Coleções compartilhadas". Já na figura abaixo pode-se ver a página inicial de nossa conta pessoal no Google Docs, na qual possuímos muitos arquivos armazenados, e de várias categorias:

 
2
Clique na imagem para ampliar

Na figura acima pode-se ver que nesta conta do Google Docs já constam vários arquivos de Microsoft Word, imagens em JPG e uma pasta chamada "Clientes". Interessante observar que o Google Docs chama de "Coleção" as pastas, assunto que veremos futuramente. A ideia é a mesma: relacionar determinados arquivos a diferentes coleções.
O objetivo deste artigo, como já dissemos antes, é aprendermos a enviar arquivos para a conta no Docs, portanto, para fazermos isso temos de primeiramente saber o destino de nosso arquivo quando o enviarmos. Vamos criar uma pasta ("Coleção" segundo a nomenclatura do Docs).
Para isso clicaremos em "Criar", que fica na parte superior da coluna da esquerda do Google Docs, como se vê na figura abaixo:

3
Clique na imagem para ampliar

Será apresentada uma lista contendo os tipos de arquivos disponíveis para criação. Na figura acima ainda se vê apontada a opção "Coleção", que é a que estamos almejando. Ao clicarmos na opção, será apresentada uma caixa de diálogo perguntando o nome da coleção. Por padrão o campo já vem preenchido com "Nova coleção", assim:

4
Clique na imagem para ampliar

Para este artigo criaremos uma coleção chamada "Poemas". Digitamos o nome desejado para a coleção e então clicamos em "OK", que é um botão azul à esquerda de "Cancelar".
Criada a coleção, ela passa a exibir seu conteúdo no centro da página. Como obviamente recém criamos a mesma, ela está vazia, de maneira que o que vemos é um grande espaço branco como na figura abaixo:

5
Clique na imagem para ampliar

Os leitores notem na coluna da esquerda que, nesta conta do Google Docs, no item "Minhas coleções", agora constam a pasta "Clientes" e a "Poemas". Uma forma simples de acessar dados armazenados, em poucos cliques.
O próximo passo, portanto, será enviarmos arquivos de nossa preferência, e atribuir seu destino como sendo a pasta "Poemas". Para isso clicaremos no ícone que representa um disco rígido com uma seta apontando para cima, significando "Upload" de arquivos. Este botão fica à direita do botão "Criar" que utilizamos anteriormente. Isso fará com que seja exibido um menu contendo opções referentes ao envio de arquivos, bem como o tanto de espaço livre disponível na conta do usuário do Google Docs (a conta básica disponibiliza 1 GB de espaço - 1024 MB). Como se vê na figura abaixo, para este artigo escolheremos a opção "Arquivos...":

6
Clique na imagem para ampliar

Feito isso será apresentada uma janela para escolhermos o arquivo a ser enviado. Na figura abaixo pode-se ver que o arquivo que enviaremos se chama "Procura da Poesia", e é um documento de Microsoft Word".

7
Clique na imagem para ampliar

 Clicarmos no arquivo escolhido, e então em "Abrir". Isso fará com que seja exibida a seguinte mensagem:

8
Clique na imagem para ampliar

Nesta janela o usuário deverá deixar marcadas as opções que forem de seu gosto. Sobre ela, ressaltamos que quando os arquivos enviados são convertidos para o formato do Google Docs, eles passam a ocupar menos espaço no armazenamento. Depois é só clicar em "Iniciar upload". Isso fará com que  o upload do arquivo seja iniciado. No canto inferior direito da página será exibida uma barra de progresso à direita do nome do arquivo enviado, assim:

9
Clique na imagem para ampliar

A partir deste ponto, basta esperar a barra de progresso ser substituída pela palavra "Enviado". Quando o envio for finalizado, é importante que o usuário clique em "Página inicial" na coluna da esquerda, pois é para lá que o arquivo foi enviado, cabendo a ele a tarefa de apontar a pasta de destino. Nesta conta usada para exemplo, podemos ver o novo arquivo no topo da página inicial após o upload haver terminado:

10
Clique na imagem para ampliar

Para movermos o arquivo "Procura da Poesia.docx" para a pasta "Poemas", deveremos deixar marcada a caixa de checagem que fica à esquerda do nome do arquivo, e então clicarmos em "Mais", que fica na barra central de ferramentas do Google Docs. Isso fará com que seja exibida a lista de ações disponíveis para o arquivo selecionado. Nesta lista, clicaremos em "Organizar", como se vê abaixo:

 
11
Clique na imagem para ampliar

Isso fará com que seja aberta uma janela cujo título é "Organizar":

12
Clique na imagem para ampliar

Nela constam todas as coleções criadas pelo usuário. Na figura abaixo estão sendo listadas as duas únicas coleções criadas na conta: "Clientes" e "Poemas". Como nosso arquivo precisa ser colocado na pasta "Poemas", deixamos marcado o "V" dentro da caixa de checagem referente a tal coleção, e então clicamos em "Aplicar alterações". Isso fará com que voltemos para a página inicial, porém poderemos notar que o nome da coleção estará à direita do nome do arquivo, assim:

13
Clique na imagem para ampliar

Por fim, é importante notarmos que estamos na opção "Página inicial", de maneira que todos os arquivos armazenados no Google Docs estão sendo exibidos, com seus respectivos destinos. Isso gera uma grande poluição visual quando, como acontece na conta de exemplo deste artigo, se possui vários arquivos hospedados no serviço. Para enxugarmos nossa tela, ou seja, filtrarmos a quantidade de arquivos, clicamos na coleção "Poemas", na parte inferior da coluna da esquerda, na seção "Minhas coleções". Isso fará com que somente o conteúdo desta coleção seja exibido no campo central da página, assim:

14
Clique na imagem para ampliar

Feito! Já podemos trabalhar online neste arquivo ou compartilhá-lo com quem quisermos!
Só para conferir se tudo corre bem com nosso arquivo, abrimos ele no editor online de textos do Google Docs:

15
Clique na imagem para ampliar

Agora esperamos suas dúvidas ou sugestões. E aguardem por novos artigos sobre o Google Docs, já que se trata de uma suite bastante completa para tarefas de escritório na nuvem, e possui vários recursos úteis.

Saiba mais: http://nautilusinfo.blogspot.com/